Pular para o conteúdo principal

Ex-prefeito de Campo Grande e dois seguranças são executados

Edição de sábado, 27 de março de 2010 
Ex-prefeito de Campo Grande e dois seguranças são executados
Foram disparados cerca de 100 tiros na emboscada, armada dentro da fazenda do ex-gestor


O ex-prefeito de Campo Grande, Antônio Veras, foi assassinado ontem à tarde, dentro da fazenda Monte Alegre, de sua propriedade, localizada a cerca de 10km de Campo Grande, a 264km de Natal. Além dele, dois policiais militares identificados como Jackson Cristino Dantas e Solano Costa de Medeiros, que faziam a segurança particular do ex-prefeito, também foram executados.


Antônio Veras era acusado de ser mandante de um assassinato Foto: Arquivo/DN/D.A Press
De acordo com as primeiras informações da polícia local, Antônio Veras e os seguranças teriam sido vítimas de uma emboscada, quando se aproximavam da fazenda por uma estrada de barro. Ao reduzir a velocidade, os homens cercaram o carro do ex-prefeito, uma caminhonete Nissan Frontier e começaram a atirar. Segundo a polícia, pelo menos 100 tiros de pistolas .40, escopeta calibre 12 e até de um fuzil 762 foram disparados. A polícia ainda não sabe com exatidão o que motivou o crime, ma acredita em pistolagem, uma vez que dois irmãos do ex-prefeito foram assassinados recentemente. O corpo de Antonio Veras, que foi prefeito de Campo Grande entre 1997 e 2000, foi levado para o Instituto Técnico e Científico de Polícia em Mossoró, onde será submetido a necrópsia. A polícia ainda não tem pistas dos suspeitos. Os dois PMs eram lotados em Caicó.

Rixa antiga
Em 2009, o Ministério Público Estadual (MPE) denunciou Antônio Veras como mentor e mandante do homicídio de José Reis de Melo, conhecido como Zé Vieira. O crime ocorreu em 2006, quando um grupo de homens armados com pistolas 45,9mm e espingarda calibre 12, cercaram a casa da vítima e efetuaram mais de 100 disparos. Após o ato, os acusados mataram Zé Vieira.

De acordo com o então titular da Comarca de Campo Grande, Fausto França, o crime ocorrido em 2009 envolve uma briga de famílias que vem desde 1964, quando o pai de Zé Vieira teria sido assassinado por um tio de Antônio Veras, desencadeando uma rixa entre famílias de Campo Grande, Janduís e Caraúbas. As investigações indicavam que o motivo do assassinato de Zé Vieira foi vingança, pelo fato da vítima supostamente ter participado das mortes dos irmãosCésar e Vicente Veras, em 2003. Antônio Veras também foi denunciado em outro processo por crime de favorecimento pessoal, por ter abrigado em sua fazenda, durante cerca de quatro anos, o foragido Neto de Valdomiro e, em período menor, os irmãos Humberto Alves Saldanha e Bartogaleno Alves Saldanha.

Outros casos
Este é o terceiro caso, desde 2000, envolvendo morte por arma de fogo de lideranças municipais. Em 2001, o prefeito de Caraúbas (a 296km de Natal), Aguinaldo Pereira foi executado com a esposa, dois seguranças e o caseiro da família em uma chacina praticada pelo famoso pistoleiro Valdetário Carneiro e outros integrantes de sua quadrilha, em 2001. O criminoso foi morto pela polícia em 2003.

Em junho de 2005, o prefeito de Grossos, 'Dehon Caenga' voltava de Natal com mais três pessoas quando foi interceptado em Santa Maria, a 57km da capital, por um grupo de policiais que procuraram uma quadrilha especializada no roubo de veículos. Os policiais não estavam caracterizados e causaram medo à comitiva, que foi fuzilada com vários tiros de fuzil e pistola. O prefeito e o motorista Márcio Sander Martins morreram na hora. O tesoureiro e o contador da prefeitura ficaram gravemente feridos, mas conseguiram se recuperar. 
 
 http://www.diariodenatal.com.br/2010/03/27/ultimasnot1_0.php

Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica