Pular para o conteúdo principal

Primeira morte de policial numa favela pacificada no Alemão


Policial morre em ataque de traficantes a UPP no Alemão

Bandidos abriram fogo contra unidade na favela Nova Brasília e policiais do Bope foram enviados ao local. Policial morta estava há quatro meses na PM

Policiais do Bope foram chamados para o Complexo do Alemão depois que uma poliial miliar de 30 anos morreu baleada por traficantes
Policiais do Bope foram chamados para o Complexo do Alemão depois que uma poliial miliar de 30 anos morreu baleada por traficantes (Fábio Gonçalves/O DIA)
No mais grave ataque já registrado a uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) em quatro anos do programa no Rio de Janeiro, traficantes armados mataram uma policial militar de 30 anos, na noite desta segunda-feira, na favela Nova Brasília, que fica no Complexo do Alemão. Um grupo de bandidos disparou contra um container da unidade, atingindo a policial com um disparo de fuzil. O projétil, segundo a PM, teria atravessado o colete à prova de balas da policial.
A investida dos criminosos motivou uma reação da PM, que deslocou para o local homens do Batalhão de Operações Especiais, do 16º BPM (Olaria) e do Batalhão de Choque. Policiais de várias unidades da PM foram posicionados na favela e na Avenida Itararé, local de onde, em dezembro de 2010, partiram os blindados das Forças Armadas que ocuparam o conjunto de favelas.
A policial, cujo nome ainda não foi informado pela Polícia Militar, chegou a ser levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na região, mas ela não resistiu aos ferimentos. A policial estaria há apenas quatro meses na PM e fazia parte do grupo de policiais recém-formados que substituiu homens do Exército na missão de patrulhar o Alemão. A saída definitiva do Exército ocorreu este mês, com a missão de "pacificação" dada como encerrada pelas Forças Armadas.
Também nesta noite foi registrado tiroteio entre policiais e bandidos na localidade da Pedra do Sapo. Ainda não há informações sobre presos ou detalhes sobre o paradeiro dos traficantes que participaram do ataque.
Ameaças – No último dia 16, uma granada foi lançada contra a UPP da Fazendinha, também no Alemão. No conjunto de favelas, assim como na favela da Rocinha, na zona sul, é constante a ameaça de volta dos traficantes armados ao território que, por décadas, foi controlado pelos bandidos.
Bem maiores que favelas como o Dona Marta e os morros Babilônia e Chapéu Mangueira, hoje visitados por turistas, Alemão e Rocinha têm constantes episódios como tiroteios ou ações que, para a polícia, são de criminosos remanescentes.
Leia também:
Reinaldo Azevedo: A sociologice no debate sobre a violência
As UPPs avançam. E crescem os problemas
Entregar a segurança às UPPs é subestimar o poder dos bandidos


Rio descobre a diferença entre pacificação e paz negociada com bandidos



 http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/policial-morre-em-ataque-de-traficantes-a-upp-no-alemao




Soldado Fabiana de Souza morre com tiro de fuzil no peito; é a primeira morte de policial numa favela pacificada

Publicado:
Atualizado:


A fachada da sede da UPP de Nova Brasília, no Alemão, com as marcas de tiros disparados por traficantes
Foto: Marcelo Carnaval / O Globo

A fachada da sede da UPP de Nova Brasília, no Alemão, com as marcas de tiros disparados por traficantes Marcelo Carnaval / O Globo
RIO - Bandidos atacaram a tiros na noite de segunda-feira a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Nova Brasília, no Complexo do Alemão. A soldado Fabiana Aparecida de Souza, de 30 anos, que estava no segundo andar da sede da unidade, foi atingida e morreu. É a primeira morte de policial numa favela pacificada. Segundo policiais, bandidos metralharam a base da UPP. Fabiana estaria pedindo ajuda pelo rádio quando foi baleada no peito. O tiro de fuzil teria perfurado o colete à prova de balas que ela usava. A policial chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Estrada do Itararé, mas não resistiu aos ferimentos. A morte de Fabiana seria a primeira de uma policial durante um confronto.
Um outro policial, ainda não identificado, ficou ferido no ataque, que aconteceu por volta das 20h30m. Meia hora antes, policiais já haviam trocado tiros com bandidos num confronto na localidade conhecida como Pedra do Sapo, também no Alemão. Oito homens teriam enfrentado uma dupla de policiais. Ninguém ficou ferido nesse primeiro conflito.
Ainda segundo a polícia, o soldado ferido foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. A PM pediu reforços e viaturas de diversas unidades, como Batalhão de Choque, 22 BPM (Maré) e 16 BPM (Olaria), foram deslocadas para o Alemão. As equipes ocuparam a Estrada do Itararé, um dos acessos ao complexo. Um veículo blindado também foi para o local.
Em nota, a Secretaria de Segurança confirmou o ataque às forças policiais da UPP da Nova Brasília e a morte da policial. Segundo a nota, a sede administrativa e o contêiner de apoio da unidade foram alvejados. Fabiana ingressou há um ano e quatro meses na PM. O trabalho na UPP da Nova Brasília foi o primeiro da policial, que morava no interior do estado, era solteira e não tinha filhos.
Não é a primeira vez que bases da polícia no Alemão são alvos de tiros. Há uma semana, policiais da unidade da Fazendinha, também no complexo, foram atacados duas vezes por bandidos num período de 24 horas. Segundo a PM, os ataques aconteceram quando agentes faziam patrulhamento de rotina na comunidade. Em um dos confrontos, os criminosos chegaram a jogar uma granada contra os policiais. O artefato explodiu perto da viatura, mas não houve feridos. Na fuga, os suspeitos deixaram para trás quatro granadas caseiras e drogas.
Em 17 de junho passado, bandidos já haviam atirado contra policiais da UPP da Nova Brasília. Segundo contou na ocasião o comandante da unidade, Marcio Rodrigues, os PMs estavam na laje de uma casa na Rua Nova, checando denúncia sobre drogas, quando ouviram os disparos. Ninguém chegou a ser atingido pelos tiros. Os policiais encontraram cápsulas deflagradas no entorno da casa, onde foram encontradas drogas e dois radiotransmissores. Na época, o conflito foi relatado por moradores no Twitter.
Ainda em junho, uma equipe da UPP da Fazendinha foi alvo de disparos. De acordo com a Polícia Militar, bandidos atiraram contra um veículo da corporação, mas nenhum policial se feriu. Os agentes fizeram buscas pela comunidade para encontrar os suspeitos, mas ninguém foi localizado. A Fazendinha foi uma das primeiras regiões do Complexo do Alemão a receber uma UPP, em abril.
O Alemão está ocupado desde novembro de 2010. O Exército controlou as favelas do complexo por 19 meses até a PM assumir toda a região no início deste mês. A UPP da Nova Brasília foi inaugurada em 18 de abril, mas o edifício-sede da unidade só começou a funcionar no último dia 9. Em todo o complexo, já estão operando seis unidades. Duas outras — Vila Cruzeiro e Parque Proletário, na Penha — devem ser inauguradas nas próximas semanas. Em toda a cidade, já há 25 UPPs.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/trafico-ataca-upp-do-alemao-mata-uma-pm-5563947#ixzz21W46LdzF
© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 


In http://oglobo.globo.com/rio/trafico-ataca-upp-do-alemao-mata-uma-pm-5563947#ixzz21VBXFvdd

Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica