Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2013

24 verdades que podem mudar sua vida

Instituições Federais que Emitem o Certificado do Ensino Médio

Rendimento das máquinas térmicas e ciclo de Carnot

Rendimento das máquinas térmicas

2ª Lei da Termodinâmica

2ª Lei da Termodinâmica

1ª Lei da Termodinâmica

1ª Lei da Termodinâmica

Energia Interna

Energia Interna

Termodinâmica e Trabalho de um gás

Termodinâmica e Trabalho de um gás

Equação geral dos gases

Equação geral dos gases


Através das três Transformações gasosas (isotérmica, isobárica, isovolumétrica) representadas respectivamente pelas equações: PV = K, V/T = K, P/T = K é que se chegou à Equação geral dos gases:

A Equação de Clapeyron

A Equação de Clapeyron

Variáveis de estado dos gases

Variáveis de estado dos gases

Termodinâmica

Termodinâmica

Um corpo, com 625 g de massa, recebe de uma fonte térmica a quantidade de calor de 7 000 cal e, como consequência, a sua temperatura, que originariamente era 23 °C, sobe para 30 °C. O calor específico do corpo, em cal/g.°C, é:

Um corpo, com 625 g de massa, recebe de uma fonte térmica a quantidade de calor de 7 000 cal e, como consequência, a sua temperatura, que originariamente era 23 °C, sobe para 30 °C. O calor específico do corpo, em cal/g.°C, é:
Q=m.c.Δt
Q = 7.000 cal
M = 625 g
Delta t = 30 – 23 = 7º C
c = ?
Montando a equação:
7000 = 625 * c * 7
Simplificando a equação (dividindo-a por sete em ambos os lados da igualdade)
1000 = 625 c
c = 1000/625 cal/g.°C

c = 1,6 cal/g.°C
QSL?

Só Física: Vídeos

VÍDEOS Nesta seção, você encontra diversos vídeos interessantes sobre Física, selecionados na Internet por nossa equipe.

Movimento de Queda Livre e Lançamento Vertical

Movimento de Queda Livre e Lançamento Vertical

 Paraquedista em queda livre

Movimento Retilíneo Uniformemente Variadoíneo Uniformemente Variado

Movimento Retilíneo

Movimento Retilíneo 
Por Thiago Trigo

Movimento Retilíneo Uniforme

Movimento Retilíneo Uniforme
Por Thiago Trigo

Entalpia

Entalpia
Por Luiz Molina LuzEm termos mais práticos, podemos dizer que: “Em um sistema químico, a energia total é chamada entalpia e é designada por H”.
Quando o sistema sofre uma transformação no seu estado, a variação de entalpia (∆H) é dada por: Estado inicial → Estado final

Calores de reação

Calores de reaçãoCalor de reação corresponde à variação de entalpia (calor absorvido) observada em uma reação, e sua classificação depende do tipo de reação decorrente: 
Exemplos:


Reação de neutralização → calor de neutralização.

Funções Químicas

Funções QuímicasJuliana Miranda
Chamamos de Funções Químicas os grupos de substâncias compostas que se apresentam com propriedades químicas e comportamentos semelhantes.

Características como acidez, basicidade, solubilidade em água e reatividade são apresentadas nos estudos das Funções Químicas. Os quatro principais tipos de função são: óxidos, ácidos, bases e sais.

É possível classificar uma substância dentro dessas funções a partir da análise dos tipos de íons que se formam quando esta é dissolvida em água. Essas substâncias também são chamadas de funções inorgânicas, que se caracterizam por compostos que não possuem cadeia carbônica.

LIGAÇÕES INTERMOLECULARES e GEOMETRIA MOLECULAR

LIGAÇÕES INTERMOLECULARES / INTERAÇÕES INTERMOLECULARES

Pontes de Hidrogênio

Pontes de Hidrogênio

Tipos de Reações Químicas

Tipos de Reações Químicas
Reação de síntese: presente em flashes fotográficos.

Eletroafinidade

Eletroafinidade
Por André Luis Silva da SilvaEm oposto àenergia de ionização, um átomo também pode receber um elétron, formando um íon negativo:
X(g)  + 1 elétron    X- (g)

Ligações Químicas

Ligações Químicas

Separação de Misturas

Separação de Misturas
Por Lucas MartinsNa química, a separação de misturas  é muito importante, pois para obtermos resultados mais corretos em pesquisas e experiências, é necessário que as substâncias químicasutilizadas sejam as mais puras possível. Para isso, utiliza-se vários métodos de separação, que vão desde a “catação” até complicada “destilação fracionada”.

Propriedades e estados físicos da matéria

Propriedades da Matéria

Propriedades da MatériaAs propriedades da matéria podem ser classificadas de acordo com vários critérios, como, por exemplo, aquelas que são gerais e as que são específicas. Tem também as que não dependem da quantidade da amostra, que são chamadas de intensivas; e as que dependem da quantidade, que são as extensivas.

GRANDEZAS QUÍMICAS

GRANDEZAS QUÍMICASGRANDEZAS - CONCEITO Grandeza pode ser definido com tudo aquilo que pode ser medido, como por exemplo: tempo → segundos, minutos, horas, dias, etc. volume → litros, metros cúbicos, mililitros, etc. massa → gramas, toneladas, quilogramas, etc.

Balanceamento de equações químicas

Agora que já aprendemos a escrever uma equação química, não podemos deixar de verificar sempre se o número de átomos de cada elemento é o mesmo em ambos os lados da equação, ou seja, se ela está balanceada. Para realizar o balanceamento, temos que colocar um número denominado coeficiente estequiométrico antes dos símbolos. Quando o coeficiente de uma equação for igual a 1, não é preciso escrever. Observe os exemplos:

Equação Química

Equação Química
A equação química é a forma de se descrever uma reação química. Os reagentes são mostrados no lado esquerdo da equação e os produtos no lado direito.  Representação de uma Equação Química:

Fórmula Mínima ou Empírica

Fórmula Mínima ou Empírica

Respiração e Fermentação

Fotossíntese e Quimiossíntese

Fotossíntese e Quimiossíntese

A glicose e o metabolismo

A glicose e o metabolismo
Como já vimos, nos seres vivos o combustível mais utilizado é aglicose,substância altamente energética cuja quebra no interior das células libera a energia armazenada nas ligações químicas e produz resíduos, entre eles gás carbônico e água.

Citologia - Continuação

Formação do acrossomo do espermatozóide O aparelho de Golgi desempenha um papel importante na formação dos espermatozóides. Estes contêm bolsas repletas de enzimas digestivas, que irão perfurar as membranas do óvulo e permitir a fecundação. A bolsa de enzimas do espermatozóide maduro, originada no aparelho de Golgi, é o acrossomo (do grego acros, alto, topo, e somatos, corpo), termo que significa “corpo localizado no topo do espermatozóide”.

Citologia

Citologia A fronteira das células

Nitrificação e Desnitrificação

Nitrificação e Desnitrificação

Estrutura Político-Administrativa do Brasil

Sistema político do Brasil