Pular para o conteúdo principal

LAAD MOSTRA A PRIMEIRA ARMA DE CHOQUE FABRICADA NO BRASIL

Armas

LAAD MOSTRA A PRIMEIRA ARMA DE CHOQUE FABRICADA NO BRASIL

A nova tecnologia não letal será demonstrada (com disparo real numa silueta) na feira internacional de segurança pública, no Riocentro

A Spark primeira arma de choque fabricada no Brasil
A brasileira Condor lança na LAAD Security 2012, a primeira arma elétrica incapacitante produzida no País, a Spark, que em maio começa a ser entregue a polícias e guardas municipais do país. No momento em que se debate o uso de pistola de choque pelas forças de segurança, a empresa coloca no mercado uma tecnologia cujo diferencial está, justamente, nos dispositivos de segurança de que dispõe e que não existem, por exemplo, na similar americana presente no Brasil.
 
Homologada pelo Exército no fim de 2011, a arma brasileira Spark corta automaticamente a corrente após 5 segundos do momento do disparo, o que dificulta a ocorrência de choques prolongados de forma involuntária (a memória do dispositivo armazena os últimos 1.000 disparos, para que possa haver auditoria sobre seu uso). Além disso, libera 40% menos energia transferida durante o choque, suficiente para incapacitar temporariamente um indivíduo e com muito mais segurança, reduzindo ao máximo o risco de acidentes como os ocorridos com dois brasileiros, um na Austrália e outro em Santa Catarina.
   
Mas os itens de segurança não se restringem à limitação do tempo da descarga elétrica e à menor intensidade de amperagem. Anova arma brasileira possui também dispositivo de dupla ação, que evita acionamento acidental, e cartucho com trava de proteção. A Spark  dispara dois dardos - com carga elétrica de 50 mil volts/2,8 miliamperes - capazes de neutralizar sem causar lesão permanente ou morte -, tem alcance de 6, 8 e 10 metros, mira a laser, memória digital e porta USB para captura de dados armazenados na arma sobre seu funcionamento.
 
O dispositivo elétrico nacional foi concebido com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj) e do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca(Cefet). Ambos os órgãos reconheceram no projeto da Condor iniciativa relevante e que acabaria com a dependência do Brasil quanto à aquisição desse tipo de equipamento no exterior – a exportação encarece o produto.
 
Não letais contra o crack
 
O governo federal estuda a possibilidade de adotar tecnologias não letais para uso em proximidade na implantação do programa de combate ao crack  em todo o Brasil, pois invariavelmente as equipes que abordam os dependentes nas ruas se deparam com reações agressivas por parte dos usuários da dogra. E a arma elétrica Spark é um dispositivo não letal que se aplica, exatamente, a esse tipo de necessidade.
 
Outras alternativas não letais para uso em proximidade são o novo projetil de borracha Precision Short Range (alcance de 3 a 25 metros), spray de pimenta (espuma e gel), e o projetil Soft Punch (usado pelas Forças de Paz da ONU). 
                  
A Spark possui vasta aplicabilidade no controle da lei e da ordem. No caso do Rio de Janeiro, por exemplo, as tecnologias não letais vêm tendo destacado papel na implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nas favelas da cidade e no restabelecimento da ordem pública.
 
Spark em detalhes: 
 
 *   Alcance de 6, 8 e 10 metros
 *   Carga elétrica de 50 mil volts/2,8 miliamperes
 *   Baterias recarregáveis
 *   Ambidestra
 *   Exclusiva chave de neutralização
 *   Tecla de ejeção do cartucho
 *   Memória digital interna com data e horário dos últimos 1.000 disparos
 *   Número de série específicos na pistola e cartuchos
 *   Mira a laser
 *   Porta USB para captura de dados armazenados na arma

Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica