Funcionário público é demitido após ficar 24 anos sem ir trabalhar


O engenheiro saiu de licença médica em 1991 e nunca mais voltou

da Redação
img_6989.jpg
 
Shri A.K. Verma nunca ganhou o título de funcionário do mês. Na verdade, a CPWD, uma empresa do governo indiano, nunca teve a oportunidade de saber se ele era um bom engenheiro executivo, já que Shri passou os últimos 24 anos sem aparecer para trabalhar. Então a CPWD resolveu demitir o funcionário público por "licença de trabalho não autorizada". Em 1991 Shri realmente saiu de licença médica, porém resolveu esticar um pouco e sua abstenção durou até esta semana.

O caso evidenciou a burocracia indiano, já que um processo contra sua abstenção foi iniciado em 1992. Em 2012, um relatório produzido por uma Consultoria de Hong-Kong classificou a burocracia indiana como "a pior da Àsia". Segundo a Reuters, as leis trabalhistas na Índia são tão engessadas, que se torna muito difícil demitir um funcionário público no país se não for por razões criminais. O caso de Shri estava 'engavetado' desde 2007. Ele foi retomado após a o novo ministro de Desenvolvimento Urbano, Shri M. Venkaiah Naidu, que tomou posse em 2014, determinar uma revisão de todos os casos. Também foi lançado um programa de controle de horas trabalhadas por meio de digitais e as presenças são registradas online e em tempo real.


http://www.istoe.com.br/reportagens/399701_FUNCIONARIO+PUBLICO+E+DEMITIDO+APOS+FICAR+24+ANOS+SEM+IR+TRABALHAR?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage