Pular para o conteúdo principal

Polícia Militar atua com defasagem de 30 % do efetivo



Nadjara Martins
repórter

Reordenar o policiamento e explorar ao máximo os recursos humanos existentes são as metas do Plano Emergencial para Segurança Pública, anunciado ontem (7) pelo governador do Estado, Robinson Faria. De acordo com o chefe do Executivo, a cúpula da segurança deve adotar, a partir deste mês, medidas que vão desde a convocação dos policiais cedidos a outros órgãos – hoje mais de 800 PMs –, até a fusão de delegacias e ampliação dos recursos para diárias operacionais.



Humberto Sales
Robinson anunciou reordenamento do policiamento e ampliação de verba para diárias operacionais


Em entrevista coletiva concedida na Governadoria, Faria reiterou a meta de ter 300 policiais por dia reforçando o policiamento na Região Metropolitana de Natal e no interior, a exemplo do que aconteceu um dia após a sua posse, em 2 de janeiro. Entretanto, a média de homens que se apresentam voluntariamente ainda é baixa: somente 58 policiais se apresentaram ontem, segundo a PM, o que aponta uma desconfiança por parte dos policiais.

Com 30% dos 8.848 homens que compõem o efetivo da Polícia Militar fora do policiamento ostensivo – entre cedidos para outros Poderes e instituições, afastados por licença médica e férias – e a impossibilidade de novas contratações pelo funcionalismo devido à Lei de Responsabilidade Fiscal, porém, o Estado decidiu perseguir a meta de “fazer mais com menos”. 

De acordo com Faria, o Governo colocará policiais que exercem atividades administrativas para o policiamento nas ruas, fará a convocação de todos os PMs cedidos (e sua posterior redistribuição), bem como ampliará o recurso disponível para policiais que decidirem fazer hora extra – as famigeradas diárias operacionais.



saiba mais

“O governo vai otimizar as áreas mais importantes. Vamos cortar gastos em outras áreas para não faltar dinheiro para a segurança para diárias operacionais, pagar carros alugados e o combustível. Vamos criar um Comitê Permanente de Segurança para acompanhar a área até o final do mandato”, afirmou Robinson. O comitê, formado pela Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social (Sesed), Corpo de Bombeiros, Polícias Civil e Militar e Instituto Técnico-Científico da Polícia Civil (Itep) se reunirá uma vez por semana com o novo governador.

Uma das prioridades, de acordo com Faria, será a convocação de todos os policiais cedidos: um total de 800 oficiais e praças estão distribuídos no Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Gabinete Civil, Força Nacional, Ministério Público e Sesed. Há dois anos, em reportagem publicada pela Tribuna do Norte, o número chegava a 1.778 policiais. “Já estamos agindo com os demais Poderes para devolver os policiais. Com todo o respeito aos Poderes, mas não podemos deixar de convocar policiais. Não adianta atender um serviço sem atender a um clamor maior, que é a segurança do Estado”, asseverou.

De acordo com a secretária estadual de Segurança, Kalina Gonçalves Leite, o principal problema da segurança hoje é o déficit de pessoal: 70% na Polícia Civil (a lei determina quadro de 5 mil, só há 1.600), 35% na Polícia Militar (dos 13.466 PMs, apenas 8 mil estão na ativa) e 50% no Corpo de Bombeiros (do 1.065 previstos, 642 estão na ativa). 

“Vamos utilizar o pessoal da área administrativa em ações isoladas, mas urgentemente. Estas ações já estão planejadas e nós vamos implementá-las”, pontuou o comandante da PMRN, comandante Ângelo Dantas. Além disso, apesar dos anúncios, nenhum dos integrantes da cúpula forneceu detalhes sobre prazos para que as medidas como a convocação dos cedidos ou utilização do quadro administrativo sejam adotadas.

Kalina Leite, acrescentou que o governador autorizou o uso dos “recursos financeiros que forem necessários” para o pagamento das diárias operacionais, mas não estimou um teto para o dispêndio. Assinalou ainda que, por enquanto, não há previsão de pagamento das diárias remanescentes da antiga gestão: uma dívida estimada em R$ 1,5 milhão de operações na Copa do Mundo, Carnaval e Enem.


http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/pola-cia-militar-atua-com-30-a-menos/302715





Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica