Peritos do Itep ainda não encontraram vestígios biológicos no carro de Máximo

Equipe do órgão ainda vai examinar a parte interna do automóvel, na tentativa de auxiliar as investigações.

Rafael Araújo, 
Rafael Araújo/Nominuto
Buscas por vestígios foram realizadas até o momento apenas na parte externa do carro.
Os peritos do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) examinaram na manhã de hoje (6) o carro do estudante de Administração, Máximo Augusto, que foi encontrado morto no último domingo (3). De acordo com a perita criminal, Lidyce Guerra, ainda não foram encontrados materiais biológicos que possam ajudar nas investigações.
“Nós constamos apenas um dano no capô do automóvel por colisão com objeto solido. Também achamos roupas (calça e camisa) dentro do veículo, e porções de areia, que devem ser do local onde a vítima foi encontrada”, afirmou.
pericia-h1

A equipe do ITEP encontrou também impressões digitais no capô do carro. Porém, ainda não se sabe se as marcas são da vítima ou do suspeito. Os peritos continuarão trabalhando em busca de vestígios dentro do veículo. Por enquanto, a equipe do órgão só analisou a parte externa do carro.

“Estamos realizando um trabalho minucioso para tentar encontrar materiais biológicos dentro do veículo”, relatou à perita.
Coleta de digitais
A coleta das impressões digitais é importante para fazer um trabalho de comparação das marcas encontradas no veículo, com a da vítima e dos suspeitos. “Esse trabalho é essencial, a partir disso, nós iremos descartar as digitais que sejam da vítima, e iremos trabalhar para chegar ao suspeito”, disse Lidyce Guerra. 



http://www.nominuto.com/noticias/policia/peritos-do-itep-ainda-nao-encontraram-vestigios-biologicos-no-carro-de-maximo/125200/