Suspeito de matar universitário deve ser transferido para CDP de Pirangi




O jovem de 19 anos preso suspeito de matar o universitário Máximo Augusto Medeiros de Araújo, de 23 anos, está detido na Delegacia Especializada de Homicídios de Natal. Segundo a equipe da Dehom, Jean de Araújo Rocha, de 19 anos, deve ser ouvido nesta quinta-feira (7) pelo delegado Fábio Rogério, que investiga o caso. Na sequência, o suspeito deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória de Pirangi, na zona Sul da capital potiguar.

Adriano Abreu

Jean Rocha foi preso, no bairro Pitimbu, onde mora com os pais e irmãos. À imprensa disse: “Minha pena é morrer do mesmo jeito”
Por telefone, um agente da Dehom confirmou que desde o início da manhã o delegado do caso está ouvindo testemunhas e os envolvidos no crime. Jean deve prestar depoimento ainda durante a manhã.

Ainda segundo a polícia, o suspeito deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória de Pirangi, na zona Sul de Natal, unidade que é usada como triagem dentro do sistema penitenciário.

A confissão
Jean Rocha confessou na tarde desta quarta-feira (6) ter matado Máximo Augusto. Em depoimento, ele disse que o crime foi motivado por um desentendimento dentro do quarto do motel para onde ele e a vítima foram, no bairro de Candelária. De acordo com a polícia, o assassino teria utiliza de técnicas de artes marciais para dominar Máximo Augusto e, em seguida,asfixiá-lo. “A vítima estava um pouco alterada por conta do álcool. Por isso, também não foi tão difícil dominá-la. Então, ele [Máximo] veio a desmaiar e foi colocado dentro da mala do carro”, contou Fábio Rogério.

“Ele nega que seja garoto de programa. Ele disse que tinha pego uma menina em locais que têm mulher da vida e já amanhecendo o dia, estava passando pela frente da Vogue quando foi abordado pela vítima que falou no programa. Então, ele aceitou por R$ 70 e foi para o motel”, contou o delegado. Questionado se realizava programas sexuais rotineiros, Jean negou. 

Além de Jean, a polícia prendeu ainda Erick Jonatha da Silva, de 25 anos, suspeito de ter auxiliado a venda de peças do carro do universitário no Planalto. Outro suspeito que também teria participado da venda ainda não foi preso.




http://tribunadonorte.com.br/noticia/suspeito-de-matar-universita-rio-deve-ser-transferido-para-cdp-de-pirangi/313104