Canos raiados e canos de alma lisa

Canos raiados e canos de alma lisa


As armas mais rudimentares eram feitas com canos de metal simples, sem nenhuma estrutura interna relevante. Os arcabuzes, bacamartes e mosquetes, normalmente de antecarga, eram armas de pouco alcance e precisão, que evoluíram na medida em que as guerras exigiram.


No final do século XX, os alemães desenvolveram uma tecnologia capaz de aprimorar a precisão dos disparos: estrias helicoidais na parte interna dos canos das armas, faziam com que projéteis do exato tamanho do cano girassem em torno do próprio eixo. O processo, conhecido como “rifling” ou raiamento do cano é repetido até hoje nas armas que necessitam de precisão.

Cano Raiado

cano raiado
Abertura de James Bond - vista interna do cano
Abertura de James Bond – vista interna do cano
Imagem baseada na encontrada na cartilha de armamento e tiro da Polícia Federal
Raiamento
São armas com o cano raiado ou de “alma raiada” (rifled barrel) os rifles, as carabinas, as pistolas e os revólveres.
As armas de alma lisa (smoothbore), todavia, não entraram em total desuso. As modernas espingardas, em decorrência do tipo de projéteis que disparam, não utilizam nenhum raiamento no cano.
Vista interna do cano de uma espingarda, sem raiamentos
Vista interna do cano de uma espingarda, sem raiamentos
Como as espingardas utilizam, normalmente, diversos projéteis redondos, é comum a utilização de um estrangulador (choke) na ponta do cano, que reduz a dispersão indesejada das balas.
Imagem extraída da Cartilha de Armamento e Tiro da Polícia Federal
choke
Chokes
Chokes

http://www.defesa.org/canos-raiados-e-canos-de-alma-lisa/