quinta-feira, 15 de julho de 2010

Quadrilha é presa em Macaíba após roubo com reféns


Quatro homens foram presos na tarde desta quinta-feira (15), em Macaíba, após uma perseguição policial. Tudo começou por volta das 16h, quando os criminosos roubaram um cofre da empresa Santa Clara e fugiram levando um funcionário refém. Eles saíram em direção ao centro da cidade e, chegando lá, fizeram novos reféns em um supermercado.

Logo que soube do roubo à Santa Clara, a polícia passou a perseguir a quadrilha, inclusive, com apoio do helicóptero Potiguar 01. Durante a fuga, os assaltantes chegaram a trocar a caminhonete Hillux em que estavam por uma L200, que também roubaram.

Nessa troca de carros, eles acabaram deixando o cofre e uma arma na Hillux. Os acusados saíram em direção ao centro de Macaíba e lá foram cercados pelo Grupo Tático Operacional da Polícia Militar.

Assustados, os assaltantes desceram da L200 já pegando pessoas que passavam pela rua como reféns. Os acusados entraram em um supermercado com as vítimas na mira de armas.

Com isso, a polícia cercou o local. Os quatro assaltantes tentaram fugir pelos fundos dos supermercados. Mas, todos acabaram presos. Um deles, inclusive, foi baleado de raspão no rosto.

Depois de detido, os bandidos foram levados à Delegacia de Macaíba. Lá, eles se identificaram como sendo Darliton Rangel dos Santos Cabral, de 23 anos, Paulo Manoel Gomes, de 34 anos, Samuel Fernandes de Moura, de 23 anos, Gustavo Gomes de Lima, de 24 anos.

Dos quatro, apenas Darliton Rangel confirmou à reportagem do Nominuto.com que já tem passagem pela polícia. “Já estive preso por assalto a banco”, limitou-se a dizer, sem querer falar sobre a ocorrência de hoje.


No entanto, de acordo com a polícia, o líder da quadrilha é Paulo Manoel. Ele é da cidade de Janduís e também praticou alguns assaltos a banco. Paulo foi baleado no rosto, mas passa bem. O acusado, inclusive, tinha sido candidato a vereador em Janduís, em 2008.

Durante a ação dos bandidos, nenhum refém ficou ferido. Um dos assaltantes, Samuel Fernandes, chegou a trocar de camisa com o funcionário do supermercado, na tentativa de confundir a polícia.

Fonte: Nominuto.

Vigilante é assassinado durante roubo à granja em Macaíba

Antônio Jailson tomava conta de um viveiro de camarão, quando foi vítima de um latrocínio. Bandidos também agrediram família de caseiros.

Por Thyago Macedo
Fotos: Thyago Macedo
O crime começou por volta das 19h.
O vigilante Antônio Jailson do Nascimento da Luz, de 36 anos, foi vítima de um latrocínio na noite desta quarta-feira (14). Ele tomava conta de um viveiro de camarão, quando foi assassinado durante um roubou a uma granja em Macaíba. Os bandidos também renderam e agrediram família de caseiros.

O crime começou por volta das 19h. De acordo com Emanoel França, morador da granja, quatro assaltantes chegaram ao local armados e anunciaram o roubo. “Eles amarram todo mundo e nos espancaram”, destaca.

Até mesmo a mulher de Emanoel, Clesivan da Costa, foi agredida pela quadrilha. “Eles chegaram a dar tapa na minha cara pra que eu não olhasse pra eles”, afirma. Os criminosos pediam dinheiro e objetos de valor a família que estava na granja.

Em determinado momento da ação, o vigilante Antônio Jailson, que estava do outro lado do viveiro assobiou para os moradores da granja, o que chamou atenção da quadrilha.
Foto: Thyago Macedo
Emanoel de França, caseiro.
Com isso, eles obrigaram Emanoel de França a se aproximar de Antônio e assobiar para chamá-lo. “Eles disseram que se eu não assobiasse ia morrer, então, tive que fazer”, ressalta o caseiro.

Quando o vigilante Antônio Jailson se aproximou dos assaltantes eles pediram a arma dele. “Quando o Antonio foi entregar a arma eles atiraram no pescoço dele. Depois, me mandaram ficar quieto para não morrer”, revela.

Os criminosos passaram praticamente a noite toda na granja. O caseiro Emanoel de França contou que eles chegaram por volta das 19h e saíram às 4h desta quinta-feira. “Eles estavam bastante agressivos, chegaram até a colocar arma na minha boca, talvez estivessem drogado”.

Na manhã de hoje, dois irmãos do vigilante assassinado estiveram na granja. Um deles, que se identificou como Luiz Gonzaga, contou que Antônio Jailson era separado, mas deixou duas filhas pequenas. A família mora no município de Lagoa Salgada.

http://www.nominuto.com/noticias/policia/vigilante-e-assassinado-durante-roubo-a-granja-em-macaiba/56641/

Três corpos são encontrados em terreno de Macaíba

De acordo com a PM, os três corpos são de jovens e apresentam sinais de execuções, como vários tiros e mãos amarradas.

Por Thyago Macedo
Foto: Thyago Macedo
Os três corpos encontrados são de jovens e todos estavam com as mãos amarradas.
A Polícia Militar encontrou três corpos no início da manhã desta quinta-feira (15), em um terreno no município de Macaíba. Os três homens apresentavam várias marcas de tiros, o que representa uma execução.

De acordo com informações da polícia, os corpos foram encontrados por pessoas que passaram pelo local e acionaram o telefone 190, do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública.

Os três corpos são de adolescentes, provavelmente com idades inferiores à 16 anos. Todos estavam com as mãos amarradas e com camisas amarradas na cabeça, o que reforça ainda mais a hipótese de execução.

A Polícia Militar chegou ao local por volta das 6h20. O local foi isolado e, com a chegada dos peritos do Instituto Técnico-Científico de Polícia foi possível encontrar alguns cartuchos de pistola em volta dos corpos.

No entanto, os adolescentes também foram executados com disparos de espingarda calibre 12, pela dimesão dos ferimentos. Os três corpos foram levados ao Itep e aguardam identificação.


De acordo com o soldado da PM Ezequiel Alexandre, do 9º Batalhão da Polícia MIlitar, ao que indica, os três adolescentes são do bairro de Felipe Camarão.

*Atualizada às 9h30 para acréscimo de informações.

http://www.nominuto.com/noticias/policia/tres-corpos-sao-encontrados-em-terreno-de-macaiba/56631/

ASSALTANTES HUMILHAM POLICIAIS NA CIDADE DE SERRA DO MEL/RN


Uma quadrilha formada por mais de dez bandidos, todos encapuzados, usando coletes à provas de bala e fortemente armados, invadiu o Destacamento da Polícia Militar dessa cidade, distante cerca de 40 km de Mossoró, e promoveram um verdadeiro terror. Policiais militares foram rendidos, espancados e humilhados. A quadrilha tentou roubar um caixa eletrônico, mas não conseguiu. Eles quebraram portas da DP e fugiram levando todo o armamento e uma viatura dos policiais.

A ousada ação começou por volta da 0h30 de quarta-feira passada, quando o grupo invadiu o Destacamento da Polícia Militar, onde também funciona a Delegacia de Polícia Civil de Serra do Mel. Na hora do ataque, havia apenas dois policiais militares de plantão para “pastorar” dois presos. Os bandidos agiram rapidamente e, em maior volume, não encontraram resistência por parte dos PMs. Os dois foram rendidos e amarrados. Na DP, os assaltantes ainda promoveram um quebra-quebra antes de seguirem para o terminal de auto-atendimento do Bradesco.

Na DP, os assaltantes quebraram duas portas, sendo uma de vidro, que fica na entrada, e outra de madeira, esta situada no local que dá acesso às celas da unidade. Na sala do comandante do Destacamento da PM, os bandidos ainda chegaram a efetuar dois disparos e um deles atingiu o monitor do computador. “Não sei se eles atiraram pra intimidar ainda mais os policiais ou se foi um disparo acidental. A verdade é que eles fizeram o que queriam aqui dentro”, comenta o sargento Rivelino Rodrigues, comandante do Destacamento da Polícia Militar em Serra do Mel.

Depois de fazer uma varredura no prédio da PM, os bandidos partiram em direção ao terminal de auto-atendimento do Bradesco levando uma viatura policial e vasto armamento: um fuzil 7,62, um rifle calibre 38, dois revólveres cal 38, duas pistolas P40, seis carregadores de pistola, um par de algemas dezenas de munições de vários calibres. Para evitar que os dois policiais pedissem apoio, os bandidos fizeram os dois reféns e os levaram junto para o terminal do Bradesco, que fica situado há poucos quilômetros da DP. A quadrilha arrombou as portas, mas não levou o dinheiro.

Segundo informações colhidas pelos policiais militares que participaram ontem das buscas pelos assaltantes, eles estavam divididos em pelo menos quatro veículos diferentes, sendo um deles uma picape tipo VW Saveiro, que provavelmente seria utilizada para transportar o caixa-eletrônico. A quadrilha chegou a tentar danificar o caixa, mas não conseguiu violar o cofre. “Aí da para perceber que são amadores. A única coisa que eles tinham conseguido era reunir muitas pessoas para esta ação. Mas eles não sabiam o que fazer”, comentou um PM que pediu para ser preservado.

Na fuga do banco, os bandidos ainda levaram consigo os dois policiais militares e a viatura policial. Em um determinado momento da fuga, de acordo com o sargento Rivelino Rodrigues, os assaltantes pararam os carros e mandaram os dois policiais correr em direção ao mato. “Eles ficaram atirando pra cima. Na verdade, os colegas estão vivos por uma sorte, porque Deus quis. Eles não tinham segurança nenhuma aqui dentro (refere-se à DP)”, reclama o sargento Rivelino, destacando que a viatura foi abandonada pelos assaltantes ainda na área de Serra do Mel.

PM trabalha no interior sem estrutura

Ironicamente, a ação que foi realizada durante a madrugada de ontem por uma quadrilha fortemente armada deixou ainda mais clara a falta de segurança dos policiais que trabalham nas cidades do interior. Os dois policiais que foram feitos reféns pela quadrilha tiveram que ser atendidos em uma unidade hospitalar da cidade e logo depois foram dispensados para se recuperar.

“A verdade é que nós estamos vivos aqui hoje, contando a história graças a Deus. Apenas dois homens por noite é um risco muito grande. A ousadia desses bandidos atingiu não só os dois policiais que foram espancados, mas toda a Segurança Pública do Rio Grande do Norte. Eles mostraram a fragilidade da nossa estrutura”, reclama o sargento Rivelino Rodrigues, demonstrando toda a sua insatisfação com a atual estrutura policial que é destinada à Serra do Mel – assim com todas as outras cidades do interior. “Isso estava previsto. Era uma situação anunciada”.

Até antes do ocorrido, o Destacamento da Polícia Militar de Serra do Mel tinha apenas nove policiais, contando com o seu comandante, sargento Rivelino Rodrigues. O coronel Welington Alves, responsável pelo Comando do Policiamento Regional, que compreende 53 cidades, prometeu reforçar o efetivo. Ontem mesmo, seriam disponibilizados mais três PMs. Assim, diariamente, a cidade terá cerca de quatro policiais para o patrulhamento ostensivo.

Alves garante que esse número será incrementado ainda mais com a formação de novos policiais e que, por enquanto, vai reforçar a segurança do município com a presença do Grupo Tático Operacional (GTO), que dará cobertura diária às viaturas tipo rádio-patrulha (aquelas comuns).

A invasão de uma unidade policial do interior não é nenhuma novidade. Há cerca de um ano, a Delegacia de Polícia Civil de São José do Mipibu foi invadida por bandidos que foram lá para resgatar um traficante que teria ligações com o Primeiro Comando da Capital e foi preso nesta semana.

Tragédia anunciada

Em reportagem especial publicada em 31 de maio de 2009, o Jornal de Fato já havia denunciado a falta de segurança dos policiais que trabalham no interior do RN. Intitulada “Segurança Esquecida”, a reportagem mostrou os problemas vividos pelos policiais do interior. Na época, a Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do RN afirmou, em resposta à matéria, que o efetivo do interior seria reforçado com a formação de novos policiais.

Polícia tenta identificar assaltantes

Ações ousadas como essa da madrugada de quarta-feira em que dois policiais militares foram espancados, amarrados e humilhados por uma numerosa quadrilha de assaltante fortemente armados costumam ter respostas rápidas da força policial. Essa é a previsão do coronel Welington Alves, que é responsável pelo Comando de Policiamento Regional (CPR). Ele esteve pessoalmente na cidade e acompanhou os trabalhos dos policiais militares. Pelo que havia sido colhido até o fim da tarde de ontem, o oficial disse acreditar que os envolvidos seriam presos nas próximas horas. Ele adiantou que já existem nomes de pessoas que estariam envolvidas.

As buscas foram concentradas no período da madrugada, depois que os policiais militares foram libertados e conseguiram pedir apoio, e também no início da manhã de ontem. No período da tarde, de acordo com o coronel Alves, as equipes de busca continuavam na cidade, porém, a prioridade passou a ser o serviço de investigação do crime. Pelo menos 30 policiais militares foram deslocados de cidades vizinhas para Serra do Mel, juntamente com várias viaturas. A Polícia Militar estava utilizando até veículos descaracterizados para o levantamento das informações sobre os suspeitos procurados.

“A gente já conseguiu identificar algumas pessoas que estariam envolvidas direta ou indiretamente neste crime de Serra do Mel, mas preferimos não adiantar nada agora porque qualquer informação a mais pode prejudicar as investigações”, explicou o sargento Rivelino Rodrigues, adiantando que pelos primeiros levantamentos, estão envolvidos bandidos de Mossoró e cidades vizinhas, bem como pessoas de Serra do Mel. Algumas pessoas chegaram a ser detidas durante o dia para averiguação, mas não tiveram seus nomes revelados. “Eles estão contando com ajuda de pessoas aqui da cidade”, esclarece.

Fonte: tribuna do norte

Triplo homicídio em Macaíba


Três homens foram executados na madrugada desta quinta-feira (15) em uma estrada carroçável de Mangabeira, distrito de Macaíba. Segundo informações iniciais repassadas pelo tenente Campos, do 9º Batalhão da Polícia Militar, os três corpos estão com as mãos amarradas e têm marcas de tiros nas cabeças.

Os corpos foram encontrados por moradores da região por volta das 5h30. O delegado e plantão e o pessoal do Itep já foram acionados.

Fonte: Tribuna do Norte

Para Recordar: Em marcha o desmonte das PM

Assunto: Em marcha o desmonte das PM Operação para desmontar as PMs está em marcha silenciosa Muita atenção! Na próxima semana, acon...