segunda-feira, 19 de abril de 2010

G1: Concursos com inscrições abertas reúnem 23 mil vagas

Há cargos para todos os níveis de escolaridade.
Salário chega a R$ 16 mil em órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Do G1, em São Paulo
Pelo menos 58 concursos públicos em todo o país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (19) e totalizam 23.116 vagas para todos os níveis de escolaridade.
Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva, ou seja, os aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.
Pelos menos nove órgãos abrem as inscrições nesta segunda, são eles: Companhia Energética de Minas Gerais, Tribunal de Justiça do Piauí, Tribunal de Justiça de São Paulo, Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo, Prefeitura de São José do Rio Preto (SP), Nuclebrás Equipamentos Pesados, Prefeitura de Resende (RJ), Prefeitura do Recife (PE) e Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte .
Entre os concursos abertos, o que oferece o maior salário é o Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada, ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia: R$ 16 mil, cujas inscrições se encerram nesta segunda.
Instituição/Órgão Prazo
Vagas Salário máximo Escolaridade Local de trabalho Edital
Aeronáutica 20/04/10 493 R$ 3 mil nível médio-técnico Guaratinguetá (SP) veja edital
Câmara Municipal de Guarulhos (SP) 16/05/10 146 R$ 4.353 todos os níveis Guarulhos (SP) veja edital
Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada S.A. 19/04/10 21 R$ 16 mil nível superior Porto Alegre (RS) veja edital
Companhia Docas do Rio de Janeiro 26/04/10 49 e formação de cadastro de reserva R$ 3.885,50 nível médio, médio-técnico e superior Rio de Janeiro (RJ) e Itaguaí (RJ) veja edital
Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) 30/04/10 767 R$ 2.800,00 nível médio, médio técnico e superior Minas Gerais veja edital
Companhia Paranaense de Gás 23/04/10 cadastro de reserva R$ 4.335,00 todos os níveis Curitiba, Araucária e Londrina veja edital
Conselho Federal de Farmácia 31/05/10 224 R$ 4.243,82 nível médio e superior Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo veja edital
Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro 05/05/10 183 R$ 4 mil nível médio e superior Rio de Janeiro, Cabo Frio, Campo Grande, Campos, Friburgo, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis e Volta Redonda veja edital
Conselho Regional de Nutricionistas da 7ª Região (Amazonas e Pará) 19/05/10 165 R$ 1.400,63 todos os níveis Belém e Manaus veja edital
Conselho Regional de Psicologia da 16ª Região (Espírito Santo) 27/05/10 53 R$ 2.022,48 todos os níveis Vitória veja edital
Conselho Regional de Química da 4ª Região (SP) 10/05/10 108 R$ 4.001,70 nível médio e superior São Paulo, Araçatuba, Araraquara, Bauru, Campinas, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto veja edital
Consórcio Intermunicipal do Grande ABC 23/04/10 141 R$ 4.000 nível médio e superior incompleto e completo municípios do ABC paulista veja edital
Defensoria Pública da União 25/04/10 311 R$ 3.532,95 nível médio e superior todo o país veja edital
Empresa de Pesquisa Energética (EPE) 02/05/10 cadastro de reserva R$ 1.859,73 nível médio Brasília e Rio de Janeiro veja edital
Fundação Alexandre de Gusmão 24/05/10 205 R$ 2.643,28 nível médio e superior Brasília (DF) e Rio de Janeiro (RJ) veja edital
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) 07/05/10 cadastro de reserva R$ 1.883,28 nível superior São Paulo veja edital
Fundação Catarinense de Cultura 23/04/10 53 R$ 1.634,12 nível médio e superior Florianópolis e São Francisco do Sul veja edital
Fundação Criança de São Bernardo do Campo (SP) 23/04/10 405 R$ 2.096,89 nível fundamental, médio e superior São Bernardo do Campo (SP) veja edital
Grupo Hospitalar Conceição 19/04/10 formação de cadastro R$ 4.894,20 nível superior Porto Alegre (RS) veja edital
Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) 30/04/10 3 R$ 1.909,25 nível superior em medicina São Paulo veja edital
Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) 30/04/10 19 R$ 1.909,25 nível superior em medicina Araraquara, Assis, Barretos, Bauru, Campinas, Marília, Presidente Prudente, Registro, Santos, São João da Boa Vista, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Sorocaba e Taubaté veja edital
Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo 05/05/10 449 R$ 2.600 nível médio e superior Espírito Santo veja edital
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo 20/04/10 592 R$ 6.055,01 nível médio e superior Araraquara, Avaré, Barretos, Birigui, Boituva, Bragança Paulista, Campos do Jordão, Campinas, Caraguatatuba, Catanduva, Capivari, Cubatão, Guarulhos, Jacareí, Hortolândia, Itapetininga, Matão, Piracicaba, Presidente Epitácio, Registro, Salto, São Carlos, São João da Boa Vista, São Paulo, São Roque, Sertãozinho, Suzano ou Votuporanga veja edital
Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra)   06/05/10 550 R$ 4.598,80 nível médio técnico e superior todo o país veja edital
Instituto de Previdência dos Servidores do Espírito Santo 22/04/10 6 e formação de cadastro R$ 5.434,00 nível superior Espírito Santo veja edital
Marinha 26/04/10 266 não divulgado nível superior Rio de Janeiro veja edital
Ministério do Planejamento 20/04/10 200 R$ 9.980,25 nível superior em engenharia ou arquitetura Brasília veja edital
Ministério Público do Rio Grande do Norte 26/04/10 28 R$ 2.613,60 nível médio e superior Rio Grande do Norte veja edital
Nuclebrás Equipamentos Pesados 30/04/10 22 e cadastro de reserva R$ 4.590 todos os níveis Itaguaí (RJ) veja edital
Polícia Militar da Bahia 26/04/10 120 não informado nível médio Bahia veja edital
Polícia Militar de São Paulo 07/05/10 250 não informado nível médio São Paulo veja edital
Prefeitura de Belo Horizonte (MG) 26/04/10 300 R$ 1,3 mil nível médio Belo Horizonte (MG) veja edital
Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos (SP) 20/04/10 1.458 R$ 6.180 todos os níveis Ferraz de Vasconcelos (SP) veja edital
Prefeitura de Guarulhos (SP) 23/04/10 100 R$ 7.163,32 todos os níveis Guarulhos (SP) veja edital
Prefeitura de Itaperuna (RJ) 30/04/10 1.052 R$ 2,5 mil todos os níveis Itaperuna (RJ) veja edital
Prefeitura de Jundiaí (SP) 30/04/10 42 R$ 4.478,03 nível médio e superior Jundiaí (SP) veja edital
Prefeitura de Manaus (AM) 23/04/10 862 R$ 2.075 nível médio e superior Manaus (AM) veja edital
Prefeitura de Montes Claros (MG) 30/04/10 524 R$ 5 mil nível fundamental, médio e superior Montes Claros (MG) veja edital
Prefeitura de Nova Lima (MG) 05/05/10 680 R$ 7.951,17 todos os níveis Nova Lima (MG) veja edital
Prefeitura do Recife (PE) 14/05/10 220 R$ 685,00 nível médio Recife veja edital
Prefeitura de Resende (RJ) 09/05/10 295 R$ 1.973,96 todos os níveis Resende (RJ) veja edital
Prefeitura do Rio de Janeiro (RJ) 27/04/10 200 R$ 1.435,87 nível superior em educação física Rio de Janeiro (RJ) veja edital
Prefeitura de Santo André (SP) 29/04/10 727 R$ 3.080,28 nível médio e superior Santo André (SP) veja edital
Prefeitura de São Geraldo (MG) 25/04/10 93 R$ 4.452 todos os níveis São Geraldo (MG) veja edital
Prefeitura de São José do Rio Preto (SP) 07/05/10 321 R$ 3.021,29 nível médio e superior São José do Rio Preto (SP) veja edital
Prefeitura de Teresina (PI) 14/05/10 369 R$ 1.540,25 nível superior Teresina (PI) veja edital
Prefeitura de Valparaíso de Goiás (GO) 27/04/10 809 R$ 1.345,70 todos os níveis Valparaíso de Goiás (GO) veja edital
Procuradoria-Geral do Rio Grande do Sul 29/04/10 11 R$ 4.547,49 nível superior Rio Grande do Sul veja edital
Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A (Proguaru) 20/04/10 134 mais formação de cadastro R$ 3.854,76 todos os níveis Guarulhos (SP) veja edital
Secretaria de Cidadania e Trabalho de Goiás 21/04/10 formação de cadastro R$ 2,5 mil nível médio e superior Anápolis, Formosa, Goiânia, Ipameri, Itaberaí, Itumbiara, Luziânia, Porangatu, Rio Verde e São Luiz Montes Belos veja edital
Secretaria de Educação de Goiás 06/05/10 5.581 R$ 1.354,09 nível superior Goiás veja edital
Secretaria da Fazenda de Santa Catarina 22/04/10 10 R$ 6.971,01 nível superior Santa Catarina veja edital
Secretaria da Saúde de Goiás 29/04/10 cadastro de reserva R$ 3.816,80 todos os níveis Goiânia, Luziânia, Itaberaí, Itumbiara, Rio Verde, Pirinópolis e Santa Helena veja edital
Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte 04/05/10 2.450 R$ 3,2 mil nível médio, técnico e superior Rio Grande do Norte veja edital
Secretaria da Saúde de Santa Catarina 12/05/10 935 R$ 4.201,12 nível médio/técnico e superior Santa Catarina veja edital
Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) 19/04/10 38 e formação de cadastro R$ 4.374,89 nível médio e superior Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Boa Vista/RR, Brasília/DF, Cuiabá/MT, Curitiba/PR, Fortaleza/CE, Goiânia/GO, João Pessoa/PB, Macapá/AP, Manaus/AM, Palmas/TO, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio Branco/AC, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA e São Paulo/SP veja edital
Tribunal de Justiça do Piauí 14/05/10 70 R$ 3.071,02 nível superior em direito e serviço social Teresina, Parnaíba, Picos, Floriano, Campo Maior, Piripiri, Oeiras, Corrente e José de Freitas veja edital
Tribunal de Justiça de São Paulo 26/05/10 6 R$ 1.622,15 nível fundamental São Paulo veja edital

Tribuna do Norte:

Justiça Federal lança sistema que virtualiza processos judiciais

Publicação: 19 de Abril de 2010 às 15:01
Emanuel AmaralMinistro  Gilmar Mendes 
participa do lançamento do Processo Judicial EletrônicoMinistro Gilmar Mendes participa do lançamento do Processo Judicial Eletrônico
Isaac Lira - Repórter

 





























Com a presença do ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, Gilmar Mendes, a Justiça Federal do Rio Grande do Norte passou a funcionar, a partir desta segunda-feira (19), dentro do Processo Judicial Eletrônico. O sistema é uma plataforma onde todo o trâmite de processos será virtualizado.

A parte, seja um advogado, procurador ou promotor, irá se relacionar virtualmente com os processos a partir do sistema. Documentos, petições, ofícios, intimações, entre outros, serão protocolados através da internet. Em outras palavras, não haverá “papel” na Justiça, pois a parte “real” do processo será abolida. As pilhas de processos, cheias de papéis, estão com os dias contados. A expectativa do Judiciário é economizar, além de papel e conseqüentemente dinheiro, boa parte do tempo decorrido em cada ação. Não custa lembrar que a morosidade é unanimemente o maior problema da Justiça Brasileira, fato reconhecido pelo próprio ministro Gilmar Mendes.

Em sua fala, o ministro Gilmar Mendes, destacou a importância da iniciativa pioneira para o Judiciário. “Este é um momento em que mudamos o paradigma da Justiça brasileira. Teremos que repensar a questão do tempo no trâmite dos processos. Não custa lembrar que a morosidade é o problema da Justiça mais lembrado pela população”, afirma Gilmar Mendes. O presidente do Tribunal Regional Federal da 5a. Região (Nordeste) resumiu assim as novas perspectivas: “A partir de agora, o único “papel” do Judiciário é julgar”.

No minuto: Corregedoria vai ouvir policiais que estavam de plantão no dia da morte do pedreiro


O corpo de Adimar da Silva está no IML de Goiânia e após os exames será liberado para a família.

Da Agência Brasil
 
 

O corregedor da Polícia Civil, Sidnei Costa e Souza, disse que vai tomar o depoimento dos dois agentes que estavam de plantão no dia da morte do pedreiro. Além disso, ele informou que trabalha com a hipótese de o pedreiro ter cometido suicídio.

“Temos o dever de apurar todas as circunstâncias. Aparentemente foi suicídio, mas solicitamos todos os exames ao Instituto Médico Legal para termos certeza de que não houve ingestão de qualquer substância”, informou.

O corpo do pedreiro está no IML de Goiânia e após os exames será liberado para a família.

Ontem (18), o Ministério Público Federal em Goiânia solicitou que dois promotores de justiça da área criminal acompanhem as investigações sobre a morte. O MP pediu ainda que o promotor Ricardo Rangel, que acompanhou todo o caso, vá para Goiânia acompanhar a investigação da Corregedoria da Polícia Civil juntamente com os outros dois promotores
.

No minuto: Caso do universitário morto por engano pela PM tem primeira audiência

Diego Oliveira foi assassinado em 2008, durante uma barreira policial, na qual foi confundido com assaltante. Três policiais são acusados do caso.

Por Thyago Macedo
A Justiça de Parnamirim realiza nesta terça-feira (20) a primeira audiência do caso da morte do universitário Diego Coelho de Oliveira. O crime aconteceu no dia 20 de outubro de 2008, quando o estudante passava em uma motocicleta por uma barreira policial, em Pium. Ele teria sido confundido com um assaltante a acabou sendo assassinado.

De acordo com o processo 124.08.010013-1, da 1ª Vara Criminal da Parnamirim, os acusados pela morte de Diego são os policiais militares João Maria Alves, Welligton Vanderley de Carvalho e Fernando Felipe.

Os três participarão de uma audiência de instrução e julgamento marcada para as 8h30 desta terça-feira, no Fórum de Parnamirim. Além de Diego Coelho, que morreu durante a abordagem da Polícia Militar, também são vitimas no processo os amigos dele Luciano da Cruz Silva, Ivanês Rodrigues dos Santos e Luiz Carlos dos Santos Alves.

Diego cursava o segundo período do curso de Direito e nunca tinha sido preso. Ele estava em companhia de Luciano Cruz da Silva, de 24 anos, em uma motocicleta quando foram abordados pela polícia em Pium. Na versão dos policiais, a dupla teria atirado contra a viatura, o que levou ao revide da polícia.

Contudo, testemunhas informaram que nem Diego, nem Luciano estavam armados. O caso rendeu, inclusive, a exoneração do comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, em Parnamirim, coronel Paulo Roberto de Albuquerque Costa, que chegou a declarar que em abordagem policial é atirar “na cabeça”.


Diego pilotava motocicleta na estrada de Pium, quando foi surpreendido pela polícia.


A reportagem do Nominuto.com conversou com o pai do universitário. Francisco Ferreira destaca que desde a morte do filho não confia mais na polícia e ainda acredita que a Justiça possa condenar os responsáveis.

“Qualquer pena que eles venham a ter vai ser bem menor do que a que meu filho teve. Ele foi julgado sentenciado a morte por esses policiais”, afirma o pai.

Francisco Ferreira ressalta também que outras pessoas eram pra ser penalizadas pelo assassinato de Diego Coelho. “Não foram só esses três. Na ocorrência, tinham três viaturas e, inclusive, oficiais também deram declarações que assustaram a população”, comentou, referindo-se às afirmações do coronel Paulo Albuquerque.

A expectativa é que depois da audiência realizada nesta sexta-feira, a juíza da 1ª Vara Criminal de Parnamirim, Arklenya Pereira, apresente a sentença de pronuncia, determinando se os acusados vão a júri popular.

Nom inuto: IML de Goiânia confirma suicídio de acusado de assassinatos em Luziânia

Pedreiro Adimar Jesus da Silva era acusado de matar seis jovens em Luziânia, cidade goiana no Entorno do Distrito Federal.

Por Agência Brasil

Ele foi encontrado morto na cela onde estava preso na Delegacia de Repressão a Narcóticos (Denarc). O pedreiro era acusado de matar seis jovens em Luziânia, cidade goiana no Entorno do Distrito Federal.

Segundo informações do IML, não havia no corpo do pedreiro marcas de perfuração. Além disso, o exame toxicológico não constatou a ingestão de nenhuma substância.

O laudo oficial deve ficar pronto em dez dias e o corpo deve ser liberado para a família em dois ou três dias.

A Corregedoria da Polícia Civil de Goiás investiga a morte do pedreiro, com o acompanhamento do Ministério Público do estado.

G1: 'Fantástico' mostra como supostos pedófilos agem pela internet


Produtores se passaram por menores e filmaram encontros.
Procuradora orienta crianças a não fazer amizades com estranhos na web.
Do G1, com informações do Fantástico


O "Fantástico" flagrou a atuação de supostos pedófilos na Internet. Produtores se passaram por menores em salas de bate-papo na web e mostraram como essas pessoas agem para seduzir crianças. A matéria conta a história da filha de Fátima Freire, que aos 12 anos foi assediada por um pedófilo de 49 anos, cuja ação foi flagrada pela polícia.


Em uma sala de bate-papo na Internet, a filha de Fátima conheceu uma pessoa que se apresentou como Josi, uma colega de escola. Em pouco tempo, a tal pessoa começou a enviar mensagens pornográficas. “Na ocasião, ela tinha 12 anos e era uma menina que não estava voltada para uma vida sexual e falar sobre esse tipo de coisa”, conta a mãe.

Acreditando ser de fato uma colega de escola, a menina tinha mandado fotos dela para o desconhecido e, quando tentou encerrar a conversa, o homem fez ameaças. “Ele começou a dizer para ela que ela ia se arrepender se não voltasse a entrar em contato com ele. Ela disse que não ia falar mais com ele e ele disse que ia desmoralizar ela na escola na frente dos amigos”, acrescentou Fátima.

O homem distribuiu montagens obscenas com as fotos da menina entre os colegas de escola. “Eu percebi que ela estava diferente. Na escola, ela começou a ser menosprezada pelos amigos. Ela chegou em casa e me contou. E eu comecei a agir”, disse a mãe. 
Fátima fez uma denúncia e a polícia montou uma armadilha para pegar o sujeito. A menina marcou um encontro em um supermercado, no Rio de Janeiro. “Ele pediu que ela fosse com os cabelos soltos, com vestido. Eu comuniquei aos policiais e eles foram imediatamente para lá”, contou Fátima.

A menina foi ao supermercado, mas o desconhecido não estava lá e ela saiu. “Quando ele viu que ela estava saindo do supermercado, ele jogou o carro e falou o nome dela. E aí ela falou 'quem é você? E ele falou 'eu sou o amigo da Josi e eu estou com o seu material, com as suas imagens aqui para te entregar. Entra no carro’. Aí ela falou que não ia entrar e ele falou 'entra no carro agora'. E ele puxou a arma. Ameaçou e ainda fez um gesto de segurar ela. Ela puxou e aí foi quando a polícia cercou o carro dele e ele não teve como sair. E na mala do carro dele foram apreendidos vários materiais de outras meninas, materiais pornográficos, de encontros”, contou Fátima.

O pedófilo tinha 49 anos. É o terceiro-sargento da Marinha, Francisco Luis Dias, que está preso, condenado a oito anos de cadeia. “Então, eu digo para as pessoas que estão passando por esse problema. Não tenham medo. Não tenham medo. Denuncie, porque é denunciando um pedófilo que fez isso com a sua filha que você vai evitar que ele faça com outras meninas”, alerta Fátima.

Só no ano passado, em todo o Brasil, foram mais de 43 mil denúncias de pornografia infantil na Internet.

Flagrante
Para mostrar como adultos conseguem aliciar crianças em salas de bate-papo, um produtor e uma produtora do Fantástico se fizeram passar por menores de idade. Os dois foram orientados por um especialista em crimes de Internet, Vanderson Castilho.

O primeiro que se apresenta é um tal de "professor César" querendo conversa com a suposta menina de 13 anos - a produtora do Fantástico. Na conversa, ele pergunta a idade da menina, que responde ter 13 anos. Ele pergunta se ela gosta de homens mais velhos, se ela está sozinha e pede que abra a câmera para vê-la melhor.

O especialista Vanderson Castilho explica porque eles fazem questão de abrir a webcam, a câmera: “Para ter certeza de que eles estão conversando com quem eles acham que estão conversando, nesse caso uma menina de 13 anos mesmo. E quando ele visualiza pela webcam que é a menina, a conversa começa a fluir, e aí ele vai partir para uma forma de aliciamento."

O homem pede para a menina mostrar o corpo, levantar a blusa. Outro homem surge na tela e diz que é piloto de avião e pergunta se a menina iria a um motel com ele, se tem vontade de fazer amor.
.
Depois, aparece um tal de Joel, de 48 anos, que pergunta se a menina é virgem e se gostaria de alguém mais maduro.

A produtora aceita marcar um encontro com Joel, em um shopping de São Paulo. E as câmeras do Fantástico acompanham tudo de longe. Ele pede para ela dar uma volta com ele e diz que ela não precisa ficar com medo de ele seqüestrá-la.

Quando eles saem do shopping, o repórter Eduardo Faustini aborda o suposto Joel, perguntando se a moça é filha dele. Ele diz que é uma colega, que não costuma marcar encontro pela Internet. Ele diz ainda que eles estavam tomando um sorvete e sai correndo.

Em Curitiba
A produtora do Fantástico, que parece muito jovem e convence no papel de uma menina de 13 anos, também marcou encontro com Jonas, em um shopping em Curitiba. Ele diz que, normalmente, as mulheres gostam de homens mais velhos.

O homem convence a produtora a sair do shopping. Ele diz que tem 29 anos, que não sabia que ela tinha 13 anos e que tinha acabado de encontrá-la no shopping. Mas o registro da conversa do Jonas na Internet deixa claro que ele acredita estar diante de uma menina de 13 anos.

Ele diz que é estranho se relacionar com uma menina de 13 anos e que, agora que sabe que ela tem essa idade não quer mais. Ele conta ainda que não a conhecia ainda e que a relação com ela talvez seria de amizade. Mas, na sala de bate-papo, ele perguntou se ela já tinha mostrado partes íntimas para alguém.

A procuradora da Rrepública, Neide Cardoso de Oliveira, diz que o flagrante mostra a a típica atitude de um pedófilo. “Esse exemplo que vocês gravaram é a típica ação do pedófilo na Internet”, explica.

Linguagem infantil
Em mais uma conversa em sala de bate-papo, um homem de 53 anos pede para que a produtora do Fantástico ligue a câmera do computador e brinca com o ursinho de pelúcia que aparece ao fundo.

“É exatamente esse o perfil do pedófilo. Ele usa a linguagem da criança e do adolescente que ele pretende aliciar. Então, se a criança tem dez anos, ele vai saber qual é o filme da moda, qual o personagem do momento, o programa que a criança gosta de assistir. Enfim, o que está na moda. Ele vai saber dialogar com a criança. Justamente porque muitas vezes ele quer se passar por criança também”, diz Neide.

Os aliciadores da Internet procuram meninas e também meninos. O produtor do Fantástico se apresenta como Tiago, 13 anos, e aceita um encontro com um advogado de 49 anos.

Os aliciadores preferem encontros em lugares movimentados, para não chamar a atenção e para tranquilizar suas vítimas. O homem fala muito, joga conversa, e, para seduzir, faz elogios. Mas ele é precavido. “Só duas pessoas podem ficar sabendo. Nem com teus amigos você pode falar isso”. E convida: “O único lugar que eu tenho que posso fazer isso e que é acima de qualquer suspeita é o meu escritório”.

O intuito de todos é aliciar, encontrar e manter relações sexuais. O produtor do Fantástico finge aceitar o convite. Eles saem, mas não chegam a entrar no carro do advogado.

Durante esta reportagem, o "Fantástico" registrou imagens e diálogos tão obscenos que não puderam ser mostrados.

Estes homens não foram identificados porque, segundo a lei, eles não chegaram a cometer crime, uma vez que os produtores do Fantástico são maiores de idade. Mas eles serão investigados pelo Ministério Público.

Orientação
A procuradora Neide de Oliveira, que integra o grupo de combate à pedofilia na Internet, alerta: “A principal orientação que os pais devem passar para os seus filhos é não fazer amizade com estranhos na Internet. A criança e o adolescente não vão ter o discernimento para distinguir se aquela outra pessoa é um adulto ou é uma outra pessoa da idade dela. Então, o correto é: criança e adolescente não pode fazer amizade com estranho pela Internet."

O aliciamento de menores de idade pela Internet ou qualquer outro meio de comunicação é crime. A pena prevista vai de três a oito anos de prisão.

“A Internet é um mundo maravilhoso, tanto ruim quanto bom, mas é um mundo maravilhoso porque você consegue fazer trabalhos de colégio, você conhece, pode fazer cursos pela internet, você pode ver sites interessantes de matérias, descobrir novas descobertas pelo mundo da internet ou não. Então, tem que saber usar”, conclui uma menina que foi vítima.

G1: 'Ele foi mal interpretado', diz advogado de padre indiciado no interior de SP


Padre José Afonso Dé, de 74 anos, voltou a negar acusações.
Advogado diz que denúncias contra a Igreja podem ser a causa.
Do G1, em São Paulo


Dois dias depois de ser indiciado pelos crimes de estupro de vulnerável e ato libidinoso com fraude, o padre José Afonso Dé, de 74 anos, voltou a negar nesta quarta-feira (14), em Franca, a 400 km de São Paulo, as acusações feitas por adolescentes entre 12 e 16 anos. De acordo com o advogado do pároco, Eduardo Caleiro Palma, o religioso afirma que não foi bem interpretado pelos jovens e que seu jeito pode ter confundido os adolescentes.

O padre afirma que é uma pessoa expansiva, que abraça as pessoas e por vezes pode beijar alguém no rosto, nada além disso. Segundo seu advogado, as recentes denúncias contra a Igreja Católica em casos de pedofilia podem ter causado a reação contra padre Dé.

O religioso se diz uma pessoa com ideologias firmes que, muitas vezes, vão contra a própria Igreja. “Ele, por exemplo, batiza filhos de pessoas que não são católicas”, diz Palma. “Mas ele afirma que tem sua forma de pensar e não vai mudar.”

O padre deu sua primeira entrevista após ser indiciado nesta quarta para jornalistas em Franca.

Padre Dé atuava na Paróquia São Vicente de Paulo, na periferia da cidade, e está afastado de suas funções religiosas desde o começo das investigações. A denúncia começou a ser investigada em março, após o caso chegar ao Conselho Tutelar.

Desde então, não pôde celebrar missas, batizados ou casamentos. Após o escândalo, surgiram denúncias contra padre Dé em cidades onde ele atuou anteriormente.

Padre Dé nega todas as acusações. Na segunda-feira (12), prestou depoimento durante oito horas e afirmou ser inocente. Em entrevista ao G1, também refutou qualquer abuso. “Eu sou inocente dessa acusação. Nunca cometi nenhum abuso sexual com ninguém”, disse, na quinta (8), em Franca, antes de ser indiciado.

Na terça-feira (13), a delegada responsável pelo inquérito do caso afirmou ao G1 que indiciar o padre é um peso grande e como ele representa a Igreja para uma comunidade inteira, a responsabilidade é ainda maior. Ela, porém, afirmou estar certa que havia as provas necessárias para indiciar o padre.

G1: Padre é preso por suspeita de pedofilia em AL

CPI da Pedofilia ouviu 26 pessoas em três dias de depoimentos.
Juiz mandou prender para evitar possível fuga.

Do G1, com informações do Jornal Hoje
Um padre foi preso e dois religiosos católicos foram proibidos de sair de Arapiraca (AL). Eles são suspeitos de abusar dos coroinhas e usar dinheiro arrecadado dos fiéis para atrair adolescentes.
O padre preso, de 84 anos, passou a noite do Batalhão da Polícia Militar. Ele negou envolvimento no caso. "Não sou pedófilo", disse.
Durante audiência da CPI da Pedofilia na cidade, foi exibido um vídeo do padre mantendo relações com um adolescente. As imagens provocaram um grande constrangimento. A plateia lotada e o clero assistiram à gravação em silêncio. No final, o religioso pediu desculpas, mas negou o crime.
O juiz Rômulo Vasconcelos disse que mandou prender o padre porque temia que ele fugisse. De acordo com ele, a Polícia Federal encontrou um passaporte. A secretária e o motorista desse religioso também foram detidos.

Durante os três dias de depoimento em Arapiraca, a CPI ouviu 26 pessoas, incluindo cinco coroinhas menores. Dois religiosos foram proibidos de sair da cidade.
Três coroinhas que são maiores confirmaram que tiveram relações sexuais com um dos religiosos. "O padre pagava para eles, pegava o dinheiro da oferenda e abusava dos meninos na sacristia e até no altar", afirmou um deles. O padre citado não foi preso porque fez um acordo com a CPI. Ele confirmou todas as denúncias, inclusive a prática de usar dinheiro arrecadado dos fiéis para conquistar os rapazes.

Diário de Natal: Mulheres poderão se candidatar ao cargo de sargento da Aeronáutica

Dnoline: 19/04/2010 - 10:32 | Atualizada em: 19/04/2010 às 10:32


Mais uma mudança no edital da Aeronáutica. A partir de agora, mulheres também poderão participar do Exame de Admissão (modalidade especial) ao Curso de Formação de Sargentos da turma de 2011. A retificação foi publicada na página 11 da seção 3 do Diário Oficial da União de quinta-feira (14/4).

O processo seletivo oferece 160 oportunidades para a especialidade Básico em Controle de Tráfego Aéreo (BCT). As inscrições custam R$ 50 e podem ser feitas entre 29 de abril e 20 de maio por meio da página www.eear.aer.mil.br. Para participar, é preciso não completar 25 anos de idade até o dia 31 de dezembro de 2011 e possuir nível médio completo.

Em março, a Aeronáutica excluiu do edital o requisito que exigia condição de solteiro para a função de sargento, em cumprimento a uma decisão da Justiça Federal de Goiás. No dia 1º de abriu, o órgão abriu a possibilidade de isenção de taxa para candidatos de baixa renda, desta vez devido a uma ação civil pública na 12º Vara Federal da Seção Judiciária da Bahia.

Do blog Papo de Concurseiro, do Correioweb

Diário de Natal: Agência Nacional de Saúde abre concurso com 89 vagas; até R$ 6.130

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou nesta segunda-feira (19/4) o edital do processo seletivo simplificado que oferece 89 vagas temporárias para cargos de nível superior. Do total de oportunidades, 60 são para a área de Direito e 29 para as áreas de Administração, Economia e Contabilidade. As remunerações variam de R$ 3.800 a R$ 6.130 para uma jornada de trabalho de 40 horas por semana.

Os interessados podem se inscrever entre os dias 26 e 29 de abril por meio da página da Fundação Euclides da Cunha (FEC), organizadora do processo. O valor da taxa de participação vai de R$ 59 a R$ 62. A seleção reserva 5% das chances para portadores de deficiência.

Todos os candidatos farão apenas prova objetiva, marcada para o dia 30 de maio, nas cidades de Rio de Janeiro e Niterói (RJ).

Do Correioweb

Diário de Natal:Policial impede fuga de presos em delegacia no interior do RN

Presos custodiados na Delegacia de Polícia do município de João Câmara tentaram fugir na madrugada deste domingo (18). Os detentos iriam escapar através de um túnel, que segundo a Delegacia Geral de Polícia Civil, pela dimensão foi cavado durante toda a semana.

A movimentação chamou a atenção do policial de plantão, que interceptou a ação dos presos. Os detentos foram autuados em flagrante e irão responder por dano ao patrimônio público.

Da redação do DIARIODENATAL.COM.BR  com informações da Degepol

Diário de Natal: Mais pássaros são apreendidos em feiras

Dnonline: Edição de segunda-feira, 19 de abril de 2010 
Foto Ilustrativa
Mais pássaros são apreendidos em feiras
Cerca de 85 aves silvestres estavam sendo comercializadas ilegalmente na Cidade da Esperança e Nova Natal
Gabriela Olivar // gabrielaolivar.rn@dabr.com.br

Três pessoas presas e um adolescente e cerca de 85 pássaros silvestres apreendidos. Este foi o resultado da operação realizada na manhã de ontem, nas feiras da Cidade da Esperança (Zona Oeste de Natal) e Nova Natal (Zona Norte), por policiais militares ambientais. João Francisco de Araújo, Manoel Minervino Gomes Pinto e Antônio de Araújo, que estavam comercializando os animais, foram levados à Delegacia de Plantão Zona Sul e assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). De acordo com o tenente Gustavo Dantas, a ação foi resultado de uma fiscalização de rotina que costuma acontecer aos fins de semana em feiras livres de Natal.


Diversas espécies que estavam em poder de três adultos e um adolescente serão encaminhadas ao Ibama Foto: Eduardo Maia/DN/D.A Press
Por volta das 6h, a equipe com 10 policiais chegou à Nova Natal, partindo depois para a Cidade da Esperança. Dos pássaros apreendidos, estão sabiás, golinhas, pegas, tico e tecos, sanhaçus, sibites, canários, caboclinhos, concriz, azulões e pássaros pretos. Segundo o policial, o trio foi flagrado com as aves e todos afirmaram que haviam comprado de terceiros, sem citar as fontes. "Quando estávamos realizando a apreensão dos animais, um adolescente ainda chegou a furtar uma gaiola, então também foi levado à delegacia", acrescentou o tenente.

As aves serão levadas à sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Natal, onde passarão por triagem, tratamento veterinário e, depois, serão testados para voltar ao habitát natural. Os três detidos foram liberados, após a assinatura do Termo, e serão ouvidos em audiência judicial no próximo dia três de maio, segundo informou o tenente responsável pela operação.


http://www.diariodenatal.com.br/2010/04/19/cidades3_0.php

Diário de Natal: Maníaco de Luziânia é encontrado morto em cela

Dnonline: Edição de segunda-feira, 19 de abril de 2010 


Polícia suspeita que o pedreiro tenha se matado, enforcado com um lençol


A Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) informou que o assassino confesso dos seis jovens que estavam desaparecidos em Luziânia, Ademar de Jesus Silva, foi encontrado morto, por volta de 14h de ontem, na delegacia em que estava preso em Goiânia. A informação foi confirmada pela SSP-GO por volta de 14h20. A perícia técnica foi ao local para confirmar o ocorrido, mas a suspeita é de que ele tenha se matado enforcado em um lençol. Ademar ficava separado em uma cela no Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) por questão de segurança.
Foto: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press

Ele já tinha confessado ter assassinado cruelmente de seis garotos na cidade 
Ademar de Jesus Silva foi preso no dia 10 de abril e confessou o assassinato dos seis jovens desaparecidos em Luziânia. No mesmo dia, o pedreiro levou os investigadores a uma área de mata e apontou onde estavam os corpos de duas das seis vítimas. A busca pelos restos mortais dos outros adolescentes teve início no dia seguinte, com o auxílio de um helicóptero cedido pela Polícia Federal.

O homem foi preso no Parque Estrela Dalva 4, onde mora. Dois dos seis adolescentes desaparecidos também viviam no mesmo bairro: Diego Alves Rodrigues, 13 anos, o primeiro desaparecido, e Márcio Luiz de Souza Lopes, 19. O local também fica perto do bairro Parque Estrela Dalva 8, onde outra vítima - George Rabelo dos Santos, 17 - morava. Os demais garotos que sumiram são Fábio Augusto dos Santos, 14 anos, Divino Luiz Lopes da Silva, 16, e Paulo Victor Vieira de Azevedo Lima, 16. Todos eles moram em algum setor do Parque Estrela Dalva, um extenso bairro de classe média baixa de Luziânia.

Ademar Jesus da Silva foi condenado em 2005 a 10 anos e 10 meses de prisão por abusar sexualmente de dois meninos, um de 11 e outro de 13 anos, em Águas Claras e Núcleo Bandeirante, respectivamente. Em dezembro do ano passado, Ademar foi beneficiado com a progressão para o regime aberto. O pedreiro deixou o presídio em 23 de dezembro. 
http://www.diariodenatal.com.br/2010/04/19/brasil1_0.php

Tiibuna do Norte: Crack: consumo no RN cresce 30%

Tiibuna do Norte: Publicação: 18 de Abril de 2010 às 00:00
A despeito das promessas oficiais de priorizarem  o combate ao tráfico no RN, o fato é que o próprio Conselho Estadual de Entorpecentes (Conen), órgão vinculado à Secretaria de Segurança e Defesa Social, tem hoje menos servidores que antigamente e nenhum estagiário, ao contrário de antes. E entre os oito servidores atuais, dois estão de licença-prêmio.

Emanuel AmaralDados do 
Fórum Estadual Permanente de Políticas Públicas sobre Drogas, revelam 
que  90% dos adolescentes envolvidos com uso de drogas tinham ligação 
com o tráficoDados do Fórum Estadual Permanente de Políticas Públicas sobre Drogas, revelam que 90% dos adolescentes envolvidos com uso de drogas tinham ligação com o tráfico



















Esta semana, porém, uma conversa entre o presidente interino do Conen, Vantuil José Carvalho de Oliveira, com a chefe de gabinete da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social recolocou o problema nos seguintes termos: há interesse do Governo do Estado em prover ao Conen condições reais de realizar o seu trabalho dentro das instâncias a que se propõe, fornecendo mais pessoal e estrutura de trabalho.

Outro problema é que falta ao Conen orçamento próprio – o dinheiro repassado mensalmente é o que a Secretaria manda.  Com isso, apesar de toda a boa vontade, fica difícil empreender qualquer ação mais substancial, exceto apagar incêndios produzidos a partir da realidade nua e crua do avanço das drogas. Com isso, o consumo de droga avança. Só o consumo de crack aumentou 30% ao ano no Rio Grande do Norte.

Comunidades

Situação idêntica de falta de recursos e estrutura vivem as comunidades terapêuticas da região metropolitana de Natal, muitas delas engajadas a movimentos religiosos, que desenvolvem programas de desintoxicação e ressocialização dos dependentes de álcool e drogas.  De maneira muitas vezes improvisada, sem apoio profissional adequado, esses centros vivem de doações, inclusive de pessoas recuperadas, para cobrir uma despesa mensal que não  ultrapassa a R$ 200,00.

É o caso da Carena – Casa de Recuperação Novo Amanhecer -, que mantem três unidades na Grande Natal. Na Lagoa do Bonfim, onde  está uma delas, 20 pessoas atualmente estão internadas – 70% delas para se tratar da dependência do crack, segundo o pastor Lúcio Moreno da Costa, o responsável. Os restantes 30% dos beliches que estão distribuídos em três quartos são ocupados por dependentes de álcool.

Subsídio que é bom, nenhum tostão. “Nos mantemos exclusivamente com doações e com o que conseguimos apanhar de frutas e legumes no Ceasa todos os sábados”, diz o pastor Lúcio.   Acessar recursos oficiais que, sabe-se, existem, encontra uma barreira intransponível na quantidade de documentos exigidos e na burocracia dos cartórios

A mesmíssima situação é vivida pela Comunidade Nova Aliança, de Pium, onde, neste momento, dos 60 internados, apenas 10 são dependentes de álcool – as outras 50 foram parar lá por conta do crack.

A Aliança, para onde a Prefeitura de Parnamirim manda muitos jovens todos os meses, tem a sorte de contar com o trabalho voluntário de um psiquiatra que há 27 anos lida com dependentes de álcool e drogas, o professor aposentado da UFRN, Stenio Barros.

Mas nem todos os voluntários do mundo teriam condições de atender à demanda crescente das vítimas do crack. O pastor Lúcio, da Carena, diz que as casas de desintoxicação recebem auxílios voluntários de profissionais, mas elas vêm e vão. “A ajuda é mais solidária de pessoas da igreja que aparecem para dar palestras”, diz.

Para o psicanalista Stenio Barros, a falta de recursos oficiais é um problema para o qual as autoridades deveriam abrir os olhos.

“Apenas  a repressão está muito longe de resolver o problema”, ele observa. E acrescenta: “Sem educação e um ambiente familiar bom não há como impedir que o dependente volte a consumir”, resume. Um dos casos de iniciativa que conseguiu superar as barreiras da burocracia deve se materializar no mês que vem, na Zona Norte, com a abertura de uma casa especializada na recuperação de mulheres dependentes de drogas – um trabalho extremamente especializado.

A idealizadora, Josefa Maria de Moura, conhecida como Fifita, diz que precisou de muita paciência para concluir a documentação e acessar financiamentos oficiais de tratamento de dependentes de drogas. Foi um ano perambulando por secretarias e cartórios, tendo que refazer documentos por causa de pequenas palavras, questiúnculas jurídicas. “Mas, enfim, na semana que vem deve estar tudo pronto”, diz, aliviada.

Na terapia de grupo quem diz que usa  maconha é vaiado

O psicanalista Stenio Barros diz que nas terapias de grupo com dependentes de álcool e drogas quem confessa o uso de maconha é vaiado pelos demais. Como se fosse algo insignificante, sem importância. Embora reconheça os males que a maconha traz ao organismo, em nenhum grau ele se compara ao poder devastador do crack. Nem pode ser avaliado dentro da mesma perspectiva.

Os efeito do crack assemelham-se a uma granada de alto poder de destruidor – seus estilhaços não atingem só o dependente, mas toda a família, os amigos e a sociedade como um todo, já que o dependente faz qualquer coisa para conseguir mais.

Nos primórdios da entrada da droga do mercado, segundo a literatura a respeito, até os próprios traficantes hesitaram vender. Isso, porque a droga carregava consigo o poder de viciar quase que instantaneamente e acabar com a vida do viciado em pouco tempo, através dos seus efeitos diretos no organismo e da degradação que traz. Ou seja, matava o cliente. Essa lógica sucumbiu à ganância e à violência.

Stenio Barros diz, ainda, que as mulheres estão aderindo como nunca ao crack, o que representa um problema muito grande, pois elas demandam um tratamento mais especializado do que os homens.

Em Caruaru (PE), a Fazenda Esperança é o centro mais procurado no Nordeste para a recuperação de mulheres dependentes. O problema é que só aceita uma pessoa nova por mês. E custa caro – dois salários mínimos na hora da internação e mais um salário-mínimo por mês.

Diante disso, restam às mulheres potiguares o sofrimento com a falta de atendimento especializado. Todos os dias,  jovens na adolescência, com histórico de problemas familiares, caem no vício e acabam se prostituindo para obter mais pedras.

65% das presas se envolveram com as drogas

Enquanto isso, as consequências   aparecem todos os dias: são corpos de viciados em drogas crivados de balas e abandonadas em matagais. É o saldo de acertos de contas entre traficantes, envolvendo, na sua maioria, quem já tem ficha na Polícia. “E morre-se por qualquer quantia”, diz o delegado titular da Denarc – Departamento de Investigações sobre Narcóticos -, Odilon Teodósio.

Para ele, o problema do crack é o mesmo em todas as unidades da Federação. “Trata-se de uma questão pulverizada cuja solução não está só no combate, mas na prevenção e no tratamento”, resume.Em 2009, por falta de estrutura e pessoal, o Dernac não tabulou os dados sobre apreensão de crack e prisão de traficantes. “Estamos fazendo isso este ano”, garante.

Sem esses dados mês a mês perde-se uma memória imediata de informações úteis, contendo datas, quantidades apreendidas da droga, traficantes envolvidos e outras informações revelantes a uma investigação criminal.
Segundo o delegado titular do Denarc, mesmo sem informações relatoriais, é possível estimar o crescimento do consumo do crack no Rio Grande do Norte em 30% ao ano. O que não dá um número exato, mas sugere a escala “exponencial”  do uso da droga, para usar a expressão do próprio Teodósio.

Até o ano passado, uma pedra de crack custava R$ 5,00. E dados do Fórum Estadual Permanente de Políticas Públicas sobre Drogas, no RN, 90% dos adolescentes envolvidos tinham ligação com o tráfico. Mais: 65% das mulheres do sistema prisional estavam detidas por algum crime envolvendo entorpecentes e 85% dos homens cumprem pena por envolvimento com o tráfico.

 Para o delegado Odilon Teodósio, do Denarc, é nítida a tendência dos traficantes de cocaína em voltar-se cada vez mais para o crack. “É mais fácil de produzir e vender”, resume.

http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/crack-consumo-no-rn-cresce-30/145977

No minuto: Caso do universitário morto por engano pela PM tem primeira audiência

Diego Oliveira foi assassinado em 2008, durante uma barreira policial, na qual foi confundido com assaltante. Três policiais são acusados do caso.

Por Thyago Macedo

Fotos: Reprodução/Thyago Macedo
A Justiça de Parnamirim realiza nesta terça-feira (20) a primeira audiência do caso da morte do universitário Diego Coelho de Oliveira. O crime aconteceu no dia 20 de outubro de 2008, quando o estudante passava em uma motocicleta por uma barreira policial, em Pium. Ele teria sido confundido com um assaltante a acabou sendo assassinado.

De acordo com o processo 124.08.010013-1, da 1ª Vara Criminal da Parnamirim, os responsáveis pela morte de Diego são os policiais militares João Maria Alves, Welligton Vanderley de Carvalho e Fernando Felipe.

Os três participarão de uma audiência de instrução e julgamento marcada para as 8h30 desta terça-feira, no Fórum de Parnamirim. Além de Diego Coelho, que morreu durante a abordagem da Polícia Militar, também são vitimas no processo os amigos dele Luciano da Cruz Silva, Ivanês Rodrigues dos Santos e Luiz Carlos dos Santos Alves.

Diego cursava o segundo período do curso de Direito e nunca tinha sido preso. Ele estava em companhia de Luciano Cruz da Silva, de 24 anos, em uma motocicleta quando foram abordados pela polícia em Pium. Na versão dos policiais, a dupla teria atirado contra a viatura, o que levou ao revide da polícia.

Contudo, testemunhas informaram que nem Diego, nem Luciano estavam armados. O caso rendeu, inclusive, a exoneração do comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, em Parnamirim, coronel Paulo Roberto de Albuquerque Costa, que chegou a declarar que em abordagem policial é atirar “na cabeça”.


Diego pilotava motocicleta na estrada de Pium, quando foi surpreendido pela polícia.


A reportagem do Nominuto.com conversou com o pai do universitário. Francisco Ferreira destaca que desde a morte do filho não confia mais na polícia e ainda acredita que a Justiça possa condenar os responsáveis.

“Qualquer pena que eles venham a ter vai ser bem menor do que a que meu filho teve. Ele foi julgado sentenciado a morte por esses policiais”, afirma o pai.

Francisco Ferreira ressalta também que outras pessoas eram pra ser penalizadas pelo assassinato de Diego Coelho. “Não foram só esses três. Na ocorrência, tinham três viaturas e, inclusive, oficiais também deram declarações que assustaram a população”, comentou, referindo-se às afirmações do coronel Paulo Albuquerque.

A expectativa é que depois da audiência realizada nesta sexta-feira, a juíza da 1ª Vara Criminal de Parnamirim, Arklenya Pereira, apresente a sentença de pronuncia, determinando se os acusados vão a júri popular.
http://www.nominuto.com/noticias/policia/caso-do-universitario-morto-por-engano-pela-pm-tem-primeira-audiencia/51238/

No minuto: Mãe clama por lugar para tratar filha de 15 anos viciada em crack

Silvania Angélica afirma que não tem condições de segurar filha em casa e tem medo que ela possa matá-la. Menina se prostitui para comprar drogas.

Por Thyago Macedo
Fotos: Thyago Macedo
Adolescente viciada tentou bater na mãe com correntes.

A dependência química é uma realidade em muitas famílias brasileiras. Em alguns casos, os pais abandonam os filhos e desistem de lutar para recuperá-los. Mas, em outros casos, os pais são capazes de dar a vida para não vê-los morrer reféns das drogas. Essa é a situação da costureira Silvania Angélica, que há nove meses descobriu que a filha de apenas 15 anos é viciada em crack.

“Eu desconfiava há algum tempo, mas, só tivemos a certeza quando ela passou 24 dias desaparecida. Isso aconteceu em agosto e nós a encontramos em Ponta Negra, onde estava se prostituindo para manter o vício”, afirma a mãe.

Silvana Angélica explicou que sua filha começou usando maconha, mas, agora está viciada em crack. “Minha menina era atleta, jogava vôlei e, inclusive, tinha sido aprovada nas olimpíadas de matemática. Mas, infelizmente, a realidade hoje é outra”, lamenta.

Na manhã desta terça-feira (13), Silvana conversou com a reportagem do Nominuto.com e contou os momentos de sofrimento que tem passado nos últimos dias. “Não tenho mais condições de segurá-la em casa. Ela até já me ameaçou com uma corrente. Nem mesmo as facas eu a deixo pegar mais”, relata.

A situação na casa da costureira também afetou o outro filho, um menino de 13 anos. “Ele não quer mais voltar para casa. Agora, está morando com a minha mãe, porque não aguenta essa situação”, afirma.

Desde a última sexta-feira (9), Silvania tem tentado manter a filha dentro de casa e, consequentemente, longe das drogas. “O último dia que ela usou foi na sexta-feira, pois chegou em casa transtornada. Agora, ela está bastante assustada e se diz perseguida. Inclusive, começou a raspar os cabelos. Minha filha tinha uns cabelos longos e lindos, mas, cortou quase todo”.

Enquanto Silvania conversava com a reportagem, a filha dormia. “Ela está deitada, mas, nem sei o que possa acontecer quando acordar. Não tenho mais condições de manter ela presa. Se ela por acaso tentar me matar, vou ter que deixar sair”.

A mãe conta que por várias vezes já foi ao Conselho Tutelar da Cidade da Esperança. No entanto, até agora, nada se resolveu. “Eles me mandarameu ir para Casa Renascer, mas, lá não tinha vaga e me mandaram voltar. Agora, não sei mais o que fazer, estou desesperada e preciso de ajuda”.

O Nominuto.com entrou em contato com o Conselho Estadual de Entorpecentes (Conen) e foi informado o órgão terá condições de atender Silvania e sua filha. De acordo com o presidente em exercício do Conen, o sargento da PM Vantuil Carvalho, tanto a mãe quanto a adolescente de 15 anos serão recebidas nesta semana e a menina poderá ser encaminhada para tratamento.



“O Conselho vem trabalhando em uma campanha de divulgação e participação da sociedade. Então, é importante que famílias como essa, participem e nos procurem porque só assim vamos ter condições de atender”, destaca.

Atualmente, o Rio Grande do Norte dispõe de poucas unidades de atendimento a usuários de drogas. “Nós temos os Hospitais João Machado e Onofre Lopes, que fazem esse atendimento, e dois Centros de Atenção Psico-social, um na zona Norte e outro na zona Leste de Natal”.

Vantuil Carvalho lembrou que a deficiência é tão grande que não existe nem mesmo uma unidade para atendimento a mulheres. “Nós precisamos criar uma rede, formar um núcleo de informações, para que assim o combate às drogas seja mais forte”.

Além dessas unidades citadas pelo presidente do Conselho de Entorpecentes, ele lembra que algumas igrejas do Estado dispõem de comunidades terapêuticas, com ajuda de recursos federais.

No caso de Silvania, ela mesma reconhece que o caso da filha de 15 anos é grave. “Não quero que minha filha vá a uma psicóloga e volta pra casa. O caso dela é grave, ela precisa de tratamento urgente”.

A costureira informou que nunca viu nenhum traficante indo até a sua casa. Porém, ela afirma que outras pessoas viciadas estiveram na residência à procura da adolescente. “Tivemos que fazer um esforço muito grande e subir um muro na frente da casa”, disse.

Questionada como a filha conseguia dinheiro para usar drogas, Silvania destacou: “infelizmente, tenho certeza que ela se prostitui para arrumar dinheiro e comprar a droga”.

http://www.nominuto.com/noticias/policia/mae-clama-por-lugar-para-tratar-filha-de-15-anos-viciada-em-crack/50880/