terça-feira, 21 de setembro de 2010

Preso que fez agente refém no Presídio Federal já cumpriu pena em Caicó

O apenado Leandro Felipe Leocádio, que fez refém uma agente penitenciária no Presídio Federal em Mossoró, na manhã desta terça-feira, 21 de setembro, é natural de Natal, tem 24 anos, e cumpre pena no regime semi-aberto, por crimes de roubo (art 157-CP), e furto (art 155-CP).

Ele é condenado pelos dois delitos, e as penas somadas são de 09 anos e 04 meses de reclusão, tendo já cumprido 03 anos, 05 meses e 16 dias e encontra-se no regime semi-aberto.
 
No site do Tribunal de Justiça, encontramos os dois processos contra Leandro Leocádio. Um deles tem como local a Rua Natal, em Macau/RN, e como vítima a pessoa de Alcivan Fernandes Barbosa. O segundo, teve como local, a Praia de Upanema, em Areia Branca/RN, tendo como vítima, Lena M. Medeiros Santos. A pena aplicada pelo primeiro delito foi de 02 anos de reclusão, enquanto a segunda foi de 07 anos e 04 meses de reclusão.
 
Ele também cumpriu pena na Penitenciária Estadual do Seridó.

Sobrevivente de chacina é assassinado em S. Gonçalo


Ciro Marques - repórter

Adriano AbreuHomicídios foram na Travessa Boanerges Mendes da Silva, onde ocorreu a chacina em novembro de 2009
Homicídios foram na Travessa Boanerges Mendes da Silva, onde ocorreu a chacina em novembro de 2009


Um dos sobreviventes da chacina ocorrida no distrito de Novo Santo Antônio, em São Gonçalo do Amarante, Grande Natal, Mailton Viana de Araújo, 17 anos, foi executado na noite de domingo, ao lado do primo dele, Elessandro Sousa do Nascimento, 20, por um homem ainda não identificado. O duplo-homicídio foi registrado na mesma travessa Boanerges Mendes da Silva, onde ocorreu a chacina, no dia 15 de novembro do ano passado.

Familiares de Mailton Viana, também conhecido na região como “Bar”, contam que o duplo homicídio foi por volta das 21h. Mailton, o primo Elessandro e outros dois jovens ainda não identificados estavam reunidos em um campinho de futebol localizado na esquina da travessa, quando foram surpreendidos por um homem armado, que atirou três vezes contra a cabeça de Mailton, e uma vez, também na cabeça de Elessandro. Eles morreram na hora, mas os outros dois conseguiram fugir, assim como o homicida, que foi embora a pé após os tiros. 

A Polícia Militar acredita que os quatro jovens haviam se reunido no local para fumar maconha, após depoimento de moradores da rua que revelaram que essa prática é “comum” nesse campinho. O pai de Mailton Viana, o auxiliar de manutenção Francisco Sebastião Araújo, 50 anos, confirmou em entrevista que o filho era usuário de drogas e não tinha abandonado o vício mesmo depois de ter escapado da chacina ocorrida em novembro. “O irmão dele morreu, ele passou uns 15 dias internado, depois ficou em tratamento, teve sequelas, mas não deixou de usar a droga. A gente já sabia que mais cedo ou mais tarde isso iria acontecer”, afirmou o pai.

A família já previa isso porque, mesmo não sendo ameaçado, Mailton já havia deixado algumas dívidas com os traficantes de drogas da região. “Na semana passada, veio um homem aqui cobrar R$ 50 de uma dívida dele. Pagamos e ficou tudo certo. Mas, ele deve ter feito uma nova dívida agora”, afirmou o pai, que agora só tem um filho vivo “mas esse, graças a Deus, não é usuário. É limpo”, garantiu. 

Mailton era irmão de Márcio Nascimento de Araújo, que morreu com um tiro na cabeça na chacina registrada em novembro. Baleado também na cabeça, Mailton conseguiu sobreviver, mas teve sequelas: ficou com um lado do corpo paralisado. “Ele tinha um braço ‘morto’ e andava com dificuldades porque tinha uma perna fraca. Havia até deixado de estudar e de trabalhar. Estava aposentado”, afirmou Francisco Sebastião.

Os dois jovens que estavam juntos a Mailton e Elessandro, assim como o homem responsável pelo duplo-homicídio, não foram identificados. “É tudo usuário de drogas”, comentou Francisco Sebastião que, assim como os outros moradores da rua, preferiu não identificar os demais envolvidos. “Todo mundo sabe, mas a gente não tem nada a declarar. Se falar, morre também”, explicou, baixinho, uma moradora do local quando perguntada sobre a identidade deles.

Semelhanças com a chacina de novembro

Não foi só o fato de ter sido registrado na Travessa Boanerges Mendes da Silva, em um domingo e ter como vítimas usuários de drogas, que o duplo-homicídio e a chacina se assemelham. Até o fechamento desta edição  ninguém foi preso. “É muita dor perder dois filhos do mesmo jeito e ninguém nunca me procurou para dizer quem foram os culpados”, disse Francisco Sebastião. 

Na chacina de 15 de novembro, cinco pessoas foram mortas e outras três ficaram feridas dentro de uma casa. Os responsáveis pelas mortes estariam também em quatro. Os bandidos teriam usado um carro para chegar e fugir do local. Anderson Clayton Cunha dos Santos, 21, e os irmãos José Cássio do Nascimento, 20, e Clésio Viana de Araújo, 17, morreram no local do crime. Valtércio B. do Nascimento, 24, faleceu a caminho do hospital. Márcio Viana de Araújo morreu depois de alguns dias internado no Hospital Walfredo Gurgel.



Mossoró: preso que faz agente refém em presídio exige ver a filha



Família de Leandro Felipe chegou ao presídio federal, mas ele continua fazendo agente refém e agora exige a presença da filha de dois anos.

Por Thyago Macedo

Foto: Arquivo / Thyago Macedo
Segundo a PM, Leandro faz a agente como refém em uma das guaritas.
Saiba mais
Nem mesmo a chegada da família do preso Leandro Felipe Leocádio, de 24 anos, foi o suficiente para ele desistir de fazer uma agente penitenciária como refém no presídio federal de Mossoró. Essa era a exigência do acusado desde que tomou a arma da agente, na manhã desta terça-feira (21), mas agora ele quer ver a filha de dois anos.

O impasse já dura mais de sete horas e a Polícia Federal enviou uma equipe especializada em negociações para tentar intermediar a situação. No entanto, a tentativa dos policiais federais também não teve sucesso até o momento.

De acordo com a os policiais que estão no presídio federal, a dificuldade da negociação está no fato de Leandro Felipe apresentar transtornos psicológicos. Além disso, ele também é usuário de drogas e, provavelmente, chegou a unidade sob efeito de algum entorpecente.

Leandro é preso do regime semi-aberto na penitenciária estadual Mário Negócio, que fica próximo ao presídio federal. Ele prestava serviço de limpeza na unidade de segurança máxima e na manhã de hoje surpreendeu ao pegar a agente penitenciária como refém.

Segundo informações da Polícia Militar, Leandro Felipe faz a agente como refém em uma das guaritas da penitenciária. A polícia informou que mesmo com a chegada do pai dele ao local, o preso não desistiu.

Agora, ele estaria exigindo a presença da filha na unidade. A mãe da menina, no entanto, negou a deixar a criança ir. A expectativa da polícia é que com o passar das horas Leandro se canse e acabe desistindo de manter a agente penitenciária como refém.

Uma tia de Leandro informou ao portal Nominuto.com que a menina tem dois anos e mora com a mãe no município de Areia Branca. "Desde o começo eu sabia que ele ia pedir para ver a filha", destacou.

Quadrilha invade granja da prefeita de Monte Alegre e leva cofre



Criminosos chegaram ao local perguntando por Graça Marques e espancaram dois funcionários da granja.

Por Thyago Macedo



Uma quadrilha composta por cinco homens invadiu uma granja da prefeita de Monte Alegre, Graça Marques (PMN). Os criminosos chegaram ao local perguntando por ela e espancaram dois funcionários da granja, na tarde desta terça-feira (21).


Segundo informações do filho da prefeita, Geovane Marques, além de perguntar por Graça Marques, os bandidos também quiseram saber do marido dela.

“A sorte é que nenhum dos dois estava em casa no momento do roubo”, afirma Geovane Marques. Ele conta ainda que a quadrilha quebrou todo o sistema de câmeras da granja e levou o computador onde as imagens eram armazenadas.

“Eles estavam armados e encapuzados. Renderam os funcionários e chegaram a espancar dois deles. Depois que quebraram as câmeras, eles então tiraram os capuzes”, revela o filho da prefeita.

Geovane Marques não soube informar se havia dinheiro dentro do cofre que foi levado pela quadrilha. Neste momento, os funcionários da granja estão na delegacia de Monte Alegre relatando a ação dos criminosos.


http://www.nominuto.com/noticias/policia/quadrilha-invade-granja-da-prefeita-de-monte-alegre-e-leva-cofre/60757/





Monte Alegre: Assaltantes de granja de prefeita tinham informações precisas do local

Bandidos tomaram de assalto, na zona rural de Monte Alegre, o automóvel Corola, verde escuro, de propriedade da prefeita do município, Maria das Graças Marques (PMN). Pelo desenrolar da ação, a quadrilha formada por cinco homens sabiam tudo do local, uma granja, porque chegaram perguntando pelo marido dela, depois de terem abordado o filho Geovane Marques.

A Polícia informou que dois funcionários que estavam na granja da prefeita foram feitos reféns e depois soltos numa área próxima aos distritos de Mendes e Cobé.

Da granja, os assaltantes levaram um cofre e os computadores que tinham armzenadas as informações do sistema do circuito interno de TV. 

O filho da prefeita informou que nem a mãe e nem o pai estavam na granja. Todos usavam capuzes, renderam e espancaram dois dos empregados da granja.

O capitão Augusto César da Silva que é inspetor do Comando da Polícia  Militar, também atendeu a uma tentativa de assalto que ocorreu no começo da noite de ontem, a um edifício em construção nas imediações da avenida General Cordeiro de Farias, na Ribeira, onde “se faria o pagamento dos trabalhadores”.

Uma guarnição passava no local e do alto, viu quando pelo menos seis funcionários estavam deitados no  chão. Mas dois assaltantes, que estariam em um Corola escuro, conseguiram fugir antes da Polícia chegar com o socorro e fechar o certo com oito viaturas e pelo menos seis motos.

O  capitão Silva disse que não podia informar, ainda, se o Corola tomado de assalto em Monte Alegre seria o mesmo usado pelos assaltantes que invadiram o prédio em construção na Ribeira.














Preso toma arma e faz agente refém no presídio federal de Mossoró


Leandro Felipe trabalhava na limpeza da unidade e tomou arma da agente. O Nominuto conversou com a família dele que aponta problemas psiquiátricos.

Por Thyago Macedo



Um preso do sistema prisional do Rio Grande do Norte fez uma agente federal de refém dentro do presídio federal de Mossoró. Leandro Felipe Leocádio, de 24 anos, trabalhava na limpeza da unidade de segurança máxima e, na manhã desta terça-feira (21), tomou a arma da agente e a faz refém até agora.

Segundo informações do jornalista César Alves, logo após pegar a agente penitenciária, Leandro Felipe fez uma única exigência: ver a família dele. Neste momento, um delegado da Polícia Federal está a caminho de Mossoró para tentar intermediar e negociar a liberação da refém.

Toda área ao redor do presídio federal de Mossoró foi isolada e somente pessoas autorizadas se aproximam. O preso Leandro Felipe cumpre pena no regime semi-aberto, na penitenciária estadual Mário Negócio, bem próximo ao presídio de segurança máxima.


Foto: Arquivo / Thyago Macedo
Toda área ao redor do presídio federal de Mossoró foi isolada.



A reportagem do portal Nominuto.com conseguiu contato com os familiares de Leandro. O tio dele, que preferiu não se identificar, contou que o jovem sofre de problemas psiquiátricos.



“O pai dele é militar e entrou na reserva por problemas mentais. O filho herdou essa doença. Ele sofre de esquizofrenia e as vezes tem ataques”, conta o tio de Leandro Felipe. A maioria dos familiares mora em Natal.

“A gente está aqui sem muitas informações e rezando para que não aconteça nada demais. Meu irmão, pai do Leandro já está a caminho da penitenciária e vai tentar resolver”, revela.

O tio conta ainda que Leandro Felipe tentou se matar várias vezes e nunca foi internado em um manicômio. "Ele mesmo procurou a polícia para se entregar, o que comprova que não é normal", explica.

Segundo informações do jornalista César Alves, a Polícia Federal está mobilizando um grande efetivo, preocupada com a possibilidade de resgate de preso. Caso o delegado que está indo a Mossoró não consiga reverter a situação, a PF irá enviar uma equipe do Comando de Operações Táticas (COT) para intervir.

http://www.nominuto.com/noticias/policia/preso-toma-arma-e-faz-agente-refem-no-presidio-federal-de-mossoro/60752/





Preso faz agente penitenciária refém no presídio federal de Mossoró

O preso Leandro Felipe Leocádio está desde às 10h da manhã de hoje (21) fazendo uma agente penitenciária do presídio federal de Mossoró refém dentro da própria unidade prisional. Informações preliminares apontam que o detento tomou a arma da agente - uma pistola - e exige a presença da família dele para liberá-la.

Leandro Feilpe foi preso por assalto e furto e cumpre pena no regime semi-aberto da penitenciária agrícula Mário Negócio, também em Mossoró. Há algum tempo, ele teve problemas psicológicos e foi abandonado pela pela família. Recebeu acompanhamento de psicólogos e estava participando de um trabalho de ressocialização dentro do presídio federal - onde trabalhava fazendo serviço de limpeza.

Na manhã de hoje, no entanto, ele teve um novo surto psicológico, desarmou e rendeu a agente com a arma dela e, agora, está com ela como refém, pedindo a presença da família dele para liberá-la. Policiais federais, uma equipe da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam), o Corpo de Bombeiros Militar e mais agentes do presídio Mário Negócio estão no local realizando as negociações para a liberação da agente. 
* Mais informações em instantes (Tribuna do Norte)

NOTÍCIAS SOBRE O CFC E CFS: COMANDANTE GERAL CONVOCA REPRESENTANTES DE ASSOCIAÇÕES POLICIAIS PARA COMPOREM COMISSÃO COORDENADORA DO CFS E CFC


O Comandante Geral da PMRN, Coronel Araújo, assinou a Portaria nº 0003/2010, a qual institui a Comissão Coordenadora do Certame para o Concurso do Curso de Formação de Sargentos (CFS) e do Curso de Formação de Cabos (CFC). 

Pela Portaria publicada no Boletim Geral nº 175, de 20 de setembro de 2010, a Comissão será composta pelo Diretor de Pessoal, Diretor de Ensino, Representante da Escola de Governo do RN, Representante do Ministério Público, Representante da Polícia Militar (oficial PM, eleito por voto direto e secreto pelos próprios policiais militares estaduais), Oficial PM (lotado na DP, designado pela PMRN para funcionar como secretário), Representante da Associação dos Subtenentes e Sargentos (ASSPMBM) e Representante da Associação dos Cabos e Soldados (ACS).
 

O Coronel Araújo, Comandante Geral da PMRN, garantiu que o edital do concurso sairá ainda no mês de setembro e que os Cursos de Formação serão iniciados ainda este ano de 2010.

Confira na íntegra a Portaria que institui a Comissão Coordenadora do Certame.
XIV - DESIGNAÇÃO DE COMISSÃO

Portaria Nº 0003/2010-DP-5, de 21 de setembro de 2010.

O COMANDANTE-GERAL DA POLÍCIA MILITAR, usando das atribuições que lhe confere o Art. 4º, da Lei Complementar Nº 090, de 04 de janeiro de 1991, combinado c/c o Art. 2°, §§ 3° e 5°, do Decreto n.°21.667, de 17 de maio de 2010, RESOLVE:


1. Instituir a Comissão Coordenadora do Certame para o Concurso do Curso de Formação de Sargentos QPMP-0/2010 e o do Curso de Formação de Cabos QPMP-0/2010;

2. Designar para comporem a Comissão Coordenadora do Certame:

a) O Diretor de Pessoal;
b) O Diretor de Ensino;
c) Um Representante da Escola de Governo do RN;
d) Um Representante do Ministério Público;
e) Um Representante da Polícia Militar, oficial PM, eleito por voto direto e secreto, pelos próprios militares estaduais, conforme disposto no art. 26, § 6º da Constituição Estadual;
f) Um Oficial PM, lotado na Diretoria de Pessoal da PMRN, designado pela Polícia Militar para funcionar como secretário;
g) Um Representante da Associação dos Subtenentes e Sargentos (ASSPMBM);
h) Um Representante da Associação dos Cabos e Soldados (ACS).

3. Publique-se em BG e arquive-se na DP/5.

Matéria criada pela Sd Glaucia em http://sdglaucia.blogspot.com/2010/09/noticias-sobre-o-cfc-e-cfs-comandante.html