Pular para o conteúdo principal

 

Planicie, Girondinos,Jacobinos

JACOBINOS (junto aos girondinos,eram denominados"esquerda",pois sentavam-se a esquerda da mesa diretora no plenário da Assembleia Constituinte). 
Robespierre, líder dos jacobinos
Robespierre: líder dos jacobinos no processo da Revolução Francesa
Quem eram os jacobinos 
Os jacobinos faziam parte de uma organização política, criada em 1789 na França durante o processo da Revolução Francesa. No princípio tinham uma posição moderada sobre os encaminhamentos revolucionários, porém, com a liderança de Robespierre, passaram a ter posições radicais e esquerdistas. Pequenos comerciantes e profissionais liberais eram as principais camadas sociais que compunham este grupo.
Entre 1792 e 1794, os jacobinos lideraram o processo revolucionário na França, período que ficou conhecido como "Terror". Foi uma época em que ocorreram muitos assassinatos de opositores políticos, principalmente de monarquistas e girondinos (grupo composto pela alta burguesia francesa).
 Robespierre, principal líder dos jacobinos, era defensor da violência como forma de defender a revolução. Ele tinha como principal objetivo a transformação da França numa república, baseada nos princípios de igualdade e virtude.
Principais ideais defendidos pelos jacobinos:
- Eliminação da monarquia na França;
- Abolição da escravidão nas colônias francesas;
- Educação para todos;
- Uso da violência contra os opositores da revolução;
- Fim de todos os privilégios do clero e da nobreza na França;
- Ajuda aos necessitados;
- Controle de preços de produtos de primeira necessidade.

Fim dos jacobinos


Após a prisão e execução na forca de Robespierre em 1794, os jacobinos tiveram suas atividades proibidas na França. Os girondinos voltaram ao poder e comando do processo revolucionário em 1794, implantando os ideais burgueses. Os jacobinos foram dissolvidos no ano de 1799.
GIRONDINOS(denominados "esquerda")
Quem eram os girondinos 
Os Girondinos faziam parte um grupo político moderado durante o processo da Revolução Francesa. Seus integrantes faziam parte da burguesia francesa. Eram assim chamados, pois faziam parte do partido político conhecido como Gironda. Liderados por Jacques Pierre Brissot, os Girondinos compunham o Terceiro Estado, junto com os Jacobinos e os Cordeliers.
Principais ideais
Os Girondinos defenderam, durante o processo da Revolução Francesa, a instalação de uma monarquia constitucional na França, após a queda do absolutismo. Portanto eram contrários ao radicalismo defendido pelos jacobinos. 
Embora não fossem radicais, os girondinos reagiram com violência às medidas radicais tomadas pelos jacobinos durante a fase da Convenção Nacional. Chegaram a promover perseguições, conspirações e até assassinatos de jacobinos.
Eram também favoráveis a liberdade das atividades econômicas, sem grandes intervenções do governo.
Defensores de um sistema republicano moderado, os girondinos eram favoráveis a exclusão dos mais pobres das eleições. Em 1795, implantaram o sistema de voto censitário (baseado em rendas) na França.
Girondinos na fase do Terror
Com a instituição do regime do Terror pelos jacobinos, os líderes girondinos foram eliminados em outubro de 1793. Retomaram o controle da revolução em 1794, com a prisão e execução do líder jacobino Robespierre.

PLANÍCIE ou PÂNTANO (denominados "centro",pois sentavam-se no meio,em frente á mesa diretora no planário da Assembléia Constituinte).

PARTIDO: A PLANÍCIE: REVOLUÇÃO FRANCESA


Planície (Revolução Francesa)
 A "Planície" ou "Marais" - "Pântano" (em português) - é o nome dado ao grupo mais moderado e também mais numeroso (cerca de 400 deputados da Convenção , durante o período da Revolução Francesa. Um grupo moderado Sua denominação vem da posição ocupada pelo grupo dentro da sala da Convenção, em comparação com os espaços geográficos de planície ou pântano e em oposição à Montanha. É o jornal "O Amigo do Povo" de Jean-Paul Marat que os batiza assim. Seus membros são chamados algumas vezes, desdenhosamente, por seus adversários os "sapos do Pântano". .Pierre Joseph Duhem, um deputado da "Montanha" teria dito : "Os sapos do Pântano levantam a cabeça! Tanto melhor! Ela será mais fácil de cortar."[1]. A origem desta denominação continua a causar debates. Se o nome "Girondinos" para qualificar o grupo fiel a Brissot é explicado simplesmente por sua origem geográfica, a dos « Montanheses » e a dos membros da « Planície » continuam a suscitar perguntas já que várias interpretações são possíveis. A mais difundida consiste a se ater à risca nos termos empregados : os deputados montanheses localizavam-se à esquerda, nois bancos mais elevados da Assembléia, vindo daí a referência à « Montanha » e os da « Planície » nos bancos inferiores.
 Saídos em sua maior parte da burguesia liberal e republicana, estavam ligados às conquistas políticas de 1789 e à obra da Revolução Francesa e desejavam a união de todos os republicanos. Este grupo era, no entanto, muito heterogêneo. Podía-se achar homens como o abade Henri Grégoire, o abade Emmanuel-Joseph Sieyès, Boissy d'Anglas, Jean-Jacques-Régis de Cambacérès : alguns membros se ligaram, a partir da primavera de 1793 aos Montanheses como Bertrand Barère de Vieuzac, Georges Couthon, Pierre Joseph Cambon, Lazare Carnot. Quando da tomada de poder pelos Montanheses (Jornada de 31 de Maio a 2 de Junho de 1793), sua posição ao centro da Convenção ficou bastante ambigua : seus deputados tentaram agir como moderadores mas admitindo o fundamento das medidas de salvação pública votadas com seu apoio e mesmo sua impulsão já a vários meses. No entanto, vários dentre eles manifestam sua hostilidade contra Maximilien de Robespierre nos eventos do 9 Termidor do ano II (27 de Julho de 1794), juntando-se aos encarregados da investigação do complô que seriam os representantes em missão, chamados a Paris (Fouché, Barras, Tallien et Fréron).


Uma sessão do Clube dos Jacobinos em 1791, dentro da biblioteca dos Dominicanos.
 
Fechamento da sala dos Jacobinos no 10 Termidor.

http://8b021521.blogspot.com.br/2013/03/planicie-girondinosjacobinos.html
http://www.suapesquisa.com/francesa/girondinos.htm
http://www.suapesquisa.com/francesa/jacobinos.htm
http://historia11alfandega.blogspot.com.br/2012/07/partido-planicie-revolucao-francesa.html

Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica