Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 17, 2013

Corporações de Ofício

Corporações de Ofício
Por Antonio Gasparetto JuniorCorporações de Ofício foram as associações que surgiram na Idade Média para regulamentar as diversas atividades.
Durante a Idade Média, a partir do século XII, os artífices de diversas atividades começaram a se reunir em organizações que tratavam do conhecimento de determinadas atividades. Não se conhece muito bem a origem de tais organizações, mas suas atividades eram bem claras em prol do conhecimento dos respectivos trabalhos.

Baixa Idade Média – Renascimento Urbano

Baixa Idade Média – Renascimento Urbano

Como consequência imediata da revolução comercial, a vida no feudalismo foi progressivamente tornando-se urbana. Os feudos foram transformando-se em burgos, verdadeiras fortalezas, pólos comerciais, símbolos de uma nova sociedade, onde o caráter estamental vinha dando lugar a estrutura de classes.

Cruzadas

Rei Ricardo, coração de leão. No peito, a cruz, principal símbolo do cristianismo.

As Rotas Comerciais

As Rotas Comerciais

As Rotas Comerciais e as Feiras Medievais

Renascimento comercial: Fim do feudalismo e o capitalismo comercial

Renascimento comercial: Fim do feudalismo e o capitalismo comercial
A Europa ocidental sofreu grandes transformações econômicas e sociais entre os séculos 11 e 14. Pouco a pouco, desmoronou o sistema feudalque vigorou no continente ao longo de quase toda aIdade Média. Para isso, entre outros fatores, contribuíram asCruzadas, que foram expedições militares patrocinadas pelaIgreja católicae organizadas pela cristandade medieval para libertar Jerusalém do domínio muçulmano

A cultura árabe

Suntuosidade da Mesquita do Profeta Al-Masjid al-Nabawi, em Medina, Arábia Sauditacultura árabe manifestou-se principalmente na arquitetura e na literatura. A arquitetura árabe foi

ENEM - Árabes

Mundo ÁrabePublicado por: Rainer Gonçalves Sousaem Idade Média

Islamismo, uma fé que unificou o mundo árabe

Os Árabes e o Islamismo

1. IntroduçãoO Islamismo surgiu em 630, quando Maomé se apoderou de Meca, afastou os Coraixitas do poder e destruiu os ídolos da Caaba. De 630 até 660, o Islamismo foi dirigido pelos familiares de Maomé, osHaxemitas. De 660 até 750, a dinastia Omíadaesteve no poder. Os Abássidas começaram a dirigir o Islamismo em 750, quando na Espanha já surgia o primeiro califado autônomo, instaurado por descendentes dos Omíadas. Na África do Norte surgiu também um califado por volta do ano 800, tendo Kairuan (na Tunísia) como capital. Os descendentes de Fátima, única filha do profeta Maomé, conquistaram o Egito e fundaram a cidade do Cairo, em 969. Nesse momento, o Império Islâmico original estava reduzido ao Oriente Médio, com a capital instalada em Bagdá. Esta foi tomada pelos mongóis, no século XIII (1258). Caberia aos turcos otomanos restaurar o Califado do Oriente e estabelecer sua sede em Constantinopla, conquistada em 1453 pelo sultão Maomé II.

A intentona potiguar

A intentona potiguar - Equipe Brasil Escola Luis Carlos Prestes e a Intentona: as tensões e agentes políticos presentes na década de 1930.

Luís Carlos Prestes

Luís Carlos Prestes representou, por mais de 50 anos, uma tendência da ideologia comunista no Brasil (foto UOL) - http://educacao.uol.com.br/biografias/luis-carlos-prestes.jhtmTraços Biográficos:     A 3 de janeiro de 1898. Nascia Luís Carlos Prestes, filho de Antônio Pereira Prestes (capitão do Exército) e de Leocádia Felizardo Prestes (professora primária). Em 1904, a família teve que mudar-se para o Rio de Janeiro. Antônio Prestes precisava tratar de sua saúde, mas veio a falecer em 1908, quando Luís Carlos tinha 10 anos. Assim, este não recebeu nenhuma influência do pai, mas a mãe marcou profundamente sua personalidade. A infância de Prestes foi pobre. Estudou em casa com a mãe até conseguir entrar para o Colégio Militar, em 1909. Após terminar os estudos neste colégio, foi para a Escola Militar, onde o soldo que ganhava dava à família. Sua dedicação à mãe e às irmãs era notável. Saiu aspirante 1918, continuando na Escola Militar em 1919 para completar o curso de Engenharia. Em 1920…

Era Vargas - Estado Novo e Populismo

Estado Novo (1937-1945): A ditadura de Getúlio Vargas Galeria de presidentes do  Brasil

Era Vargas – Governo Provisório e Constitucional

Governo Provisório: Vargas apoiado por militares

Governo Provisório de Getúlio Vargas

Por Tiago Ferreira da SilvaA ascensão de Getúlio Vargas em 1930 ao poder rompeu com quatro décadas de revezamento entre paulistas e mineiros na presidência, conhecida como política do “café-com-leite”. Irritados com a hegemonia paulista nas decisões políticas, os mineiros se uniram aos gaúchos e paraibanos e formaram a Aliança Libertadora, para bater de frente com o Governo de Washington Luís, que apoiou o candidato paulista Júlio Prestes para substituí-lo.