Pular para o conteúdo principal

Dois policiais militares são presos por duplo homicídio


João Maria e Joaquim dos Santos eram foragidos da Justiça acusados de matar Keinon Rodrigues por rixa e Edilma Honório por queima de arquivo.

Por Thyago Macedo

A Delegacia de Captura prendeu nesta segunda-feira (19) dois policiais militares acusados de duplo homicídio cometido em 2001. João Maria Andrade da Silva e Joaquim dos Santos Mendes eram foragidos da Justiça acusados de matar Keinon Rodrigues da Silva e Edilma Honório de Souza, quando trabalhavam no Hospital de Custódia.
O motivo para o crime, de acordo com o processo de número 02.01.000481-7, foi o fato de Keinon não ter aceito o pedido de João Maria para que desviasse comida do Hospital de Custodia e servisse de tira gosto para o acusado. Já Edilma Honório era mãe de um detento e foi assassinada por ter presenciado o primeiro homicídio.

De acordo com os autos, “a primeira vítima, Keinon, se recusou a desviar alimentos da cozinha do Hospital de Custódia para servir de tira-gosto para o réu; com relação a vítima Edilma, por esta estar nas proximidades do local (queima de arquivo). Frise-se que aquela pobre vítima ali estava por ser uma mãe devotada para com o único filho que naquele estabelecimento estava custodiado”. 

O processo destaca ainda que “as circunstâncias e consequências dos crimes foram gravíssimas, posto que agiu premeditadamente, saindo do local onde deveria estar prestando serviço, encontrando-se com aquele que lhe auxiliaria na prática do crime, armando-se, aguardando a chegada da primeira vítima, matando-a, utilizando-se para isto de mais de um instrumento (pérfuro-contundente e pérfuro cortante) e de companhia do colega”.

Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público, os dois acusados ainda ocultaram os cadáveres e tentaram modificar a cena do crime.

“Não se contentando com este crime, e para escondê-lo mata a segunda vítima, fria e cruelmente; e após, na tentativa de esconder seus crimes, leva os corpos para bem longe dali, desvirtua a cena do crime jogando sangue de animal no local e se desfaz de sua arma (busca e apreensão que resultou negativa), para não pairar dúvidas sobre sua pessoa”, informa a denúncia.

João Maria Andrade da Silva e Joaquim dos Santos Mendes foram presos nesta segunda-feira por força de mandado de prisão expedido por Ticiana Maria Delgado Nobre, da 2ª Vara Criminal. Os dois foram levados ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar.


Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica