Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 18, 2012

Com arma na mão, policiais decidem entre a vida e a morte

Algumas ações erradas têm tirado a vida de inocentes e colocado a polícia em xeque. PM mostra como deve ser feita abordagem sem risco de morte para vítimas.Por Thyago Macedo Fotos: Vlademir Alexandre Nossa polícia é bem preparada? Saiba mais Além do fim das apresentações, MP recomenda revisão nas técnicas de abordagem policial Policiais costumam dizer: o que muitos levam horas para julgar, nós temos que decidir em frações de segundo. Na semana passada, o Brasil acompanhou uma decisão errada durante uma abordagem policial que resultou na morte do menino João Roberto, de apenas 3 anos, no Rio de Janeiro. Diante disso, levantou-se um questionamento na sociedade: nossa polícia é bem preparada?

Neste primeiro semestre, duas vidas de inocentes também foram ceifadas por erros de abordagem cometidos por policiais do Rio Grande do Norte. O primeiro deles aconteceu durante o carnaval da cidade de Macau, quando um PM, que não estava de serviço, envolveu-se em uma confusão com dois outro…

O POLICIAL COMO CIDADÃO

O policial, civil ou militar, é, antes de tudo, um cidadão. Como qualquer um, seu cotidiano é feito de relações pessoais, afetos e desavenças, esperanças, angústias e contas a pagar. Já há muito tempo, as condições de trabalho destes servidores estão a exigir uma atenção especial dos governos e da sociedade. Expostos a uma rotina marcada pelas mais insondáveis tensões; convivendo, de uma forma ou de outra, com o frágil equilíbrio entre a vida e a morte; submetidos, via de regra, a uma estúpida sobrecarga de trabalho, os policiais brasileiros recebem salários de fome. Os baixos níveis de remuneração, particularmente aqueles praticados nos escalões inferiores da Brigada e da Polícia, caracterizam uma situação rigorosamente insustentável e conduzem a segurança pública à beira de um colapso. Já há alguns anos tenho assinalado que os desníveis salariais existentes no interior das corporações policiais, somados à ausência de investimentos em segurança no RS, estavam por ame…