Pular para o conteúdo principal

ENEM - Resumo do Arcadismo no Brasil e em Portugal


O Arcadismo surgiu na Europa, chegando em Portugal no ano de 1756 e no Brasil no ano de 1768. A corrente era o oposto do Barroco e queria acabar exagero que era o forte desse estilo



O Arcadismo foi uma das correntes artísticas que mais se difundiram aqui no Brasil. Oestilo originou-se na Europa em meados do século XVIII, e assim como as demais correntes, se espalhou pelo mundo, chegando no Brasil,  como já comentado, e em Portugal.

De acordo com a Wikipédia o nome “arcadismo” é uma referência à Arcádia, região campestre do Peloponeso, na Grécia antiga, tida como ideal de inspiração poética.

Características:

Esse tipo de arte pode ser percebida nas obras onde a natureza é o foco principal, opondo-se aos exageros e rebuscamentos do Barroco. Os temas representados pelo Arcadismo estão bem relacionados com a ideia do natural, como o amor, morte, casamento, solidão, valorização da vida no campo (bucolismo), crítica a vida nos centros urbanos, objetividade e idealização da mulher amada.

Em Portugal:

Entre 1707 e 1750 sob o governo de João V de Portugal, percebeu-se uma mudança no país, assim como estava ocorrendo em alguns outros países da Europa. O que acontecia era uma abertura intelectual e política, o que contribuiu para que o arcadismo chegasse em Portugal. Esse fato só aconteceu oficialmente no ano de 1956 com a fundação da “Arcádia Lusitana”, entidade em que se reuniam intelectuais e artistas para discutirem Arte. O grupo tinha uma frase principal que movia a corrente: “acabe-se com as inutilidades”. Ou seja, queriam acabar de vez com o exagero,  o rebuscamento, e a extravagância que fora deixados pelo Barroco.
Autores
  1. Manuel Maria Barbosa Du Bocage
  2. Antonio Diniz Cruz e Silva
  3. Correia Garção
  4. Marquesa de Alorna
  5. Francisco José Feire, o Cândido Lusitano

No Brasil:

Aqui o Arcadismo só veio chegar e ter força com mais de dez anos após a chegada da mesma em Portugal. O ano foi de 1768 com a fundação da “Arcádia Ultramarina”, em Vila Rica, e a publicação  de “Obras Poéticas”, de Cláudio Manuel da Costa. A wikipédia destaque que as características do movimento no Brasil, destacam-se a introdução de paisagens tropicais, como em Caramuru, valorização da história colonial, o início do nacionalismo e da luta pela independência e a colocação da colônia como centro das atenções.
Autores
  1. Frei Santa Rita Durão (1722-1784), autor do poema épico Caramuru
  2. Cláudio Manuel da Costa (1729-1789) Obras Poeticas e Villa Rica
  3. Basílio da Gama (1741-1795), autor do poema épico O Uraguai
  4. Tomás Antônio Gonzaga (1744-1810), autor de Marília de Dirceu e Cartas Chilenas
  5. Inácio José de Alvarenga Peixoto (1744-1793)
  6. Silva Alvarenga (1749-1814), autor de Glaura

Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica