Enem: Chutar ou Deixar em Branco as Questões Duvidosas?



Certamente essa é uma dúvida muito frequente entre os candidatos que prestarão o Enem. Afinal, em diversos canais da mídia, como televisão e internet, é ressaltado que o exame possui uma metodologia de correção que identifica se o participante acertou determinada questão por conhecimento ou no “chute”.
Antes de responder a dúvida do artigo, vamos à alguns esclarecimentos.
  1. De fato, é verdade que a correção do Enem têm um critério de avaliação que tenta detectar os sortudos! Esse método é conhecido como Teoria de Resposta ao Item (TRI), que tenta predizer, através de funções e modelos matemáticos, a probabilidade do candidato responder acertadamente a determinada questão.
  2. O entendimento da TRI é bastante complexo. Entretanto, podemos dizer que seu modelo logístico tem três parâmetros que, além de discriminar o grau de dificuldade das questões e padrão de respostas do candidato, também faz uso de um indicador para controlar o acerto casual. E é justamente este que a torna diferente da Teoria Clássica dos Testes (TCT).
Detalhamentos à parte, podemos então concluir que o Enem, por utilizar a TRI, acaba “percebendo” quando algum candidato acertou alguma questão no chute, fazendo com que tenha uma pontuação menor se comparada a de outros estudantes que responderam corretamente pelo seu conhecimento este mesmo item. Desta maneira, dois concorrentes com o mesmo número de acertos provavelmente terão notas diferentes, o que causa certa estranheza. Vale ressaltar que, mesmo com essa característica, a eficiência da TRI já foi demonstrada em diversos exames ao redor do mundo.
Esclarecimentos feitos, podemos agora responder a pergunta que gerou este artigo:
Caso não saiba responder a questão, devo deixá-la em branco?
A resposta é…NÃO!
A TRI, como dissemos anteriormente, irá atribuir uma nota menor caso “desconfie” de chute. Isso não quer dizer que ela irá RETIRAR nota do participante. Assim sendo, se não souber responder, chute! Afinal, melhor ganhar uns pontinhos do que não ganhar nada.
Em outras palavras, ao entregar seu cartão de respostas no final da prova, TODAS as questões deverão estar com suas respostas preenchidas, sejam elas frutos das suas resoluções e conhecimentos ou de puros chutes.
ESTUDE COM OS MELHORES MATERIAIS PARA O ENEM:
Baixe gratuitamente o e-Book: Manual Para o Enem 2015