Pular para o conteúdo principal

Coturnos e Calçados Militares




Autor: Danillo FerreiraEm: 
Equipamentos
“- O que é mais importante em um combatente?
- As extremidades! A extremidade inferior, os pés!”
A pergunta acima foi feita pelo jornalista Flávio Tavares, e respondida pelo ilustre Ernesto Che Guevara em uma coletiva de imprensa em 1961*. É o testemunho de um dos mais celebrados combatentes de todos os tempos, à época da Revolução Cubana, sobre a importância do bom trato com os pés. Os policiais e/ou militares que me lêem sabem bem o quanto Che  está certo: o mau tratamento ou o uso de um calçado inadequado pode tornar um dia de trabalho policial muito incômodo.
Dos calçados, o que comumente é utilizado no serviço operacional policial é o coturno, que tem origem na Grécia Antiga (kothurnos), naquelas sandálias com tiras de couro que envolviam as panturrilhas dos guerreiros gregos. No decorrer do tempo, os calçados militares foram se adaptando para atingir suas necessidades fundamentais, mas difíceis de se conciliar: durabilidade/resistência econforto/leveza.
Imaginem se ainda hoje utilizássemos as caneleiras dos centuriões romanos, todas em metal, que compunham as armaduras daqueles combatentes. Por um lado, elas possuíam a resistência aos impactos externos, mas certamente eram pesadas e incômodas, exigindo significativo vigor físico de quem as utilizasse.
Atualmente, o mercado de acessórios militares já oferece modelos bem adequados a essas necessidades. Os materiais em que são fabricados são diversos, possibilitando uma boa variedade de escolha na hora da compra. Couros, fibras, borrachas e tecidos são algumas das matérias primas mescladas na fabricação dos calçados militares.
Caso a sua corporação policial permita, e você não se agrade muito com o modelo institucional, vale a pena investir num calçado confortável, que se adeque às necessidades do seu serviço. Além de ser um objeto de ostensividade, devendo estar em harmonia com o uniforme, o coturno é responsável pelo bem-estar do policial no serviço. É um preço pago para fazer bem a si próprio.
Use a caixa de comentários para deixar sugestões de coturnos e calçados militares.



Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica