Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 4, 2012

Dupla assalta supermercado em shopping de Natal e leva R$ 17 mil

Na tarde desta sexta-feira (3), uma dupla de criminosos assaltou o supermercado Extra, no Midway Mall. A Polícia Militar recebeu o chamado apenas de outras pessoas que estavam no local e informaram que nem o shopping nem o supermercado entraram em contato para informar sobre o crime. Ao todo, os criminosos levaram R$ 17 mil.

De acordo com pessoas que trabalham no shopping, um homem observou a funcionáia que fazia o recolhimento do dinheiro dos caixas, a chamada "sangria". Depois de recolher o faturamento do último caixa, antes de subir para a tesouraria, o criminoso, armado, fez a abordagem e anunciou o assalto, levando o malote com o dinheiro. Na porta do supermercado já estava um homem em uma motocicleta esperando a saída do criminoso.

Segundo informações da assessoria do Extra, os seguranças do supermercado ainda tentaram parar os criminosos, mas não obtiveram sucesso. saiba mais Dupla assalta loja e promove tiroteio no Midway Mall
As imagens do circuito interno…

Operação "Zona Sul Segura" intensifica Blitzen e abordagens

Uma operação policial denominada de “Zona Sul Segura” foi deflagrada na noite de ontem (02) em toda a área pertencente ao 12° Batalhão de Polícia Militar de Mossoró com o intuito de inibir a ação de criminosos na região. A ação policial intensificou blitz’s e abordagens.

A operação contou com cerca de dez viaturas da polícia militar, uma da CIPAM e cerca de vinte motos da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM) divididos em dois grupos. Os policiais patrulharam um do lado esquerdo da avenida Presidente Dutra, que corta todo o bairro do Alto do São Manoel e a outra equipe do lado direito da avenida que tem um intenso fluxo de veículos.

Enquanto isso, a equipe comandada pelo Tenente-Coronel Alvibá, comandante do 12° BPM, e o Tenente Júlio César realizaram um comboio com juntamente com dez motos da ROCAM, a viatura da ROCAM e uma RP do 12°BPM, passando pelos bairros Vingt-Rosado, Pintos, Dom Jaime Câmara e Nova Vida com o fim de proporcionar uma maior sensação de …

Governador Wagner autoriza atirar para matar Sindicalista

Marco Prisco, coordenador da Associação dos Policiais e Bombeiros do Estado da Bahia (Aspra-BA), que está liderando a greve da Polícia Militar da Bahia, teve a prisão decretada, mas não foi preso. O Bocão News conseguiu contato com Prisco, que fez graves afirmações com relação ao governo do Estado. Ele considera um absurdo “justamente o governo do PT pedir a prisão de um dirigente sindical”. Mas ressaltou que seus advogados entraram com o pedido de habeas-corpus no Tribuna de Justiça da Bahia. Questionado se teria uma outra forma de resolver o problema, já que os grevistas e o governo se mostram irredutível, ele foi enfático: “O meio é sentar e negociar. Se o governo não quer negociar, a intransigência então é do governo”. Prisco afirmou que houve a tentativa de capturá-lo nesta quinta-feira (2) à noite, na Assembleia Legislativa da Bahia: “Houve sim a tentativa de invadir para me capturar. Também tivemos a informação de que o governo autorizou atirar pa…

O uso de armas não-letais como instrumento para a redução dos índices de homicídios decorrentes da ação policial.

I - IntroduçãoO art. 1º da Constituição Federal estabeleceu o princípio da dignidade da pessoa humana como um dos dogmas do Estado Democrático de Direito. O princípio da dignidade da pessoa humana impede que as pessoas sejam privadas de seus direitos e garantias fundamentais. Os direitos e as garantias fundamentais são assegurados mesmo às pessoas que tenham transgredido a lei. Em outras palavras, significa que os autores de crimes não perdem a condição de cidadãos. II - Teoria do Direito Penal do InimigoDesta forma, o sistema adotado pelo ordenamento jurídico vigente rejeitou a teoria denominada "Direito Penal do Inimigo". O "Direito Penal do Inimigo" nega a condição de cidadão às pessoas que praticaram crimes graves. O filósofo Rousseau, analisando questão relacionada à mencionada teoria, afirmou que "o inimigo, ao infringir o contrato social, deixa de ser membro do Estado, está em guerra contra ele; logo, deve morrer como tal."
III – Lacuna LegislativaE…

A nova lei de identificação criminal

Elaborado em 09/2009.
A Lei nº. 12.037/09, recentemente promulgada, passou a dispor sobre a identificação criminal do civilmente identificado. Como se sabe, o art. 6º. do Código de Processo Penal, no inciso VIII, determina que a autoridade policial deve ordenar a identificação do indiciado pelo processo datiloscópico, se possível, independentemente da identificação civil. Interpretando este dispositivo, à luz da Carta anterior, o Supremo Tribunal Federal entendia que "a identificação criminal não constituía constrangimento ilegal, ainda que o indiciado já tivesse sido identificado civilmente." (Enunciado 568, já superado: RHC 66881-RTJ 127/588). Com a promulgação da Constituição de 1988, o seu art. 5º., LVIII, passou a estabelecer "que o civilmente identificado não será submetido a identificação criminal, salvo nas hipóteses previstas em lei." Esta norma, "pretendeu resguardar o indivíduo civilmente identificado, preso em flagrante, indi…

Fundada Suspeita x Abordagem Policial

Fundada Suspeita x Abordagem PolicialConcernente à fundada suspeita como exigência legal para realização da abordagem policial. Constituição Federal Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;    XI – a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por determinação judicial;   XII – é inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e…