Pular para o conteúdo principal

Caso Bruno – Assassinato – Mídia – Uma Análise Objetiva

Caso Bruno – Assassinato – Mídia – Uma Análise Objetiva



Todos são unânimes em perguntar: COMO PODE ALGUÉM FAZER UMA BOBAGEM TÃO GRANDE E COLOCAR TODA CARREIRA A PERDER? Todos permanecem abismados. Há pouco tempo foi o caso Isabela, assassinada pelo pai e a madrasta. Houve o caso Eloá, assassinada pelo namorado em São Paulo. Quem não se lembra de Suzane Richthofen assassina dos próprios pais tendo como cúmplice o namorado drogado??? O pior é que os crimes são praticados em família. Como entender todo esse caos??? Começo com um poema:

As facas nunca foram tão afiadas
As balas nunca como antes
Rasgaram tanta carne
A guerra, o trânsito, o psicopata...
Quando as nações não estão em guerra
As pessoas estão em guerra contra si mesmas
De um jeito ou de outro
Impera a vermelha-rainha
Com sua bandeira de morte:
A VIOLÊNCIA!
Uma tragédia grega, o crime envolvendo o goleiro Bruno e a vítima Eliza Samudio. Talvez a surpresa seja ter alguém rico, com uma história de vida épica, da miséria para glória, goleiro de um dos times mais famosos do mundo, ainda ocorrido no Rio de Janeiro, Capital da mídia nacional.
Crimes piores, mais cruéis, são praticados todos os dias no Brasil e no mundo. Quem ler Hamlet, de William Shakespeare ou mesmo Macbeth, ambas do Século XVII, será capaz de conhecer a natureza humana. Os romanos fizeram da morte um espetáculo, os chineses até unificar seu país mataram como ninguém e temendo o mesmo destino dos que venciam construíram, motivados pelo medo, a maior muralha do mundo. Os japoneses fizeram do suicídio algo honroso através do haraquiri, o que dizer da solução final, de Adolf Hitler, dos milhões de mortes pela Revolução Russa, país em que Ivan, o terrível, empalava suas vítimas. Os índios, que parecendo puros a Colombo, lembravam o paraíso bíblico, tinham a mania de devorar os seus inimigos, devoraram alguns espanhóis e até bispos portugueses. EIS A NATUREZA HUMANA. Thomas Hobbes dizia que O HOMEM É O LOBO DO HOMEM, ou seja, o lobo não devora outro lobo, mas o homem devora o próprio homem.
MAS O HOMEM TEM O LIVRE ARBÍTRIO, PODE ESCOLHER, O DIREITO IMPÕE PENAS AOS QUE VIOLAREM AS NORMAS, A MORAL TAMBÉM PUNE OS QUE FEREM A ÉTICA. Apesar de todos terem a mesma natureza, a maioria se esforça e é forçada a viver em paz e civilizadamente.
O caso Bruno pode ser melhor analisado através dos personagens envolvidos, a saber:
MIDIA: Essa ganha milhões explorando a tragédia. Se o crime não é solucionado conseguem audiência com o mistério, se o crime é solucionado conseguem audiência com mil e uma entrevistas, se o assassino não é preso, ganham com a caçada ao assassino. Se o assassino é capturado aí é que a audiência é grande entrevistando-se o assassino e seus familiares. A mídia sempre ganha, pois transforma violência em caro espaço para anúncio necessário ao consumismo globalizado. Herdou e aprofundou o coliseu dos romanos, agora com milhões no assento da arquibancada que é a casa de cada um;
AUTORIDADES POLICIAS: Tornaram-se estrelas. dão mais entrevistas que investigam, atrapalham mais que trabalham. Pois antes de terem as provas já têm o relatório final do inquérito, que deixou de ser peça investigatória para embasar a denúncia do Ministério Público, para ser transformado em palco para policias virarem estrelas. Acabarão se tornando estrelas, a verdade será sacrificada, acabarão por beneficiar os assassinos e enfraquecer a própria Justiça, já com imagem abalada junto à opinião pública. DEVERIAM PROIBIR ESSA INVERSÃO, ONDE A MAIS IMPORTANTE PEÇA POLICIAL PARA PUNIR CRIMINOSOS FOI TRANSFORMADA EM HOLOFOTE PARA AUTORIDADES POLICIAIS APARECEREM. Jamais o inquérito poderia ter tal finalidade!
BRUNO – GOLEIRO DO FLAMENGO: pessoa vazia, petulante, com talento para o gol, mas talento maior ainda para prática de violência meter-se em confusões. Acabará beneficiado pelas trapalhadas dos delegados, que se acotovelam para dar entrevistas. As únicas verdades no meio desse temporal de informações e contra-informações é que: FOI IRRESPONSÁVEL, pois transou sem camisinha; DESUMANO: Pois se o filho for dele, abandonou uma criança como foi abandonado; AMIGO DE CRIMINOSOS: Todos os demais envolvidos com antecedentes, seja em crimes contra a vida, seja no tráfico de drogas. AINDA POR TER UM PERFIL REAL E SABER SUA REAL PARTICIPAÇÃO EM TODA ESSA TRAGÉDIA, QUE É FATO IRREFUTÁVEL. Que pena que Bruno ganhe 200 mil para ser tolo e um professor ganhe uma miséria para educar!
A FAMÍLIA: descrita no artigo 226 da Constituição Federal como base da sociedade, de certa forma demonstra sua importância. Os principais personagens da tragédia não tinham família. A MÃE DE BRUNO o abandonou e ainda responde por tentativa de homicídio; O PAI DE ELIZA condenado por estuprar a própria filha; A MÃE DE ELIZA, que nunca cuidou de Eliza agora se torna a melhor avó do mundo... Parece que ruim com a família, pior sem ela. Não é família aquela que não passa de um covil de loucos, irresponsáveis e criminosos. Esse tipo é exceção!
ELIZA SAMUDIO: nada do que tenha feito justificaria tal fim, tão triste destino, ser vítima de tão horrível morte. Mas seria muito simplista, por ter morrido, negar sua contribuição para construção da tragédia. Até porque numa tragédia só pode ser personagem quem dela fizer parte e desempenhar o seu papel. Demonstrou ser uma pessoa vazia, projetando-se apenas através do corpo e na perseguição pela fama, conhecida como Maria Chuteira e agindo como mulher objeto. Sempre usando a mídia para alcançar o que queria, não restando claro se o filho era um fim ou meio para conseguir dinheiro fácil. Imprudente ao não utilizar camisinha, pois o tal do Bruno, segundo consta na mídia, não gostava de camisinha! ISSO SE O FILHO FOR DELE, POIS SEQUER FEZ O DNA! Talvez seja filho até do Macarrão, que parece nutrir um amor platônico por Bruno!
A CRIANÇA E A VERDADE: Até agora as maiores vítimas de toda essa tragédia.
O que me assusta é a tragédia que virá depois. Sempre que pensamos que o crime da moda é o pior crime, nada pior poderá acontecer... algo pior acontece... Só nos resta termos nojo do presente e assustar-nos com o futuro que se avizinha! A mídia como um lobo faminto, baba por sangue!
Retirado de: http://valdecyalves.blogspot.com/

Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica