Pular para o conteúdo principal

ATENTADOS CONTRA A POLÍCIA NÃO PREOCUPAM O GOVERNO


São estarrecedoras as notícias de novos ataques contra os policiais paulistas. Estes fatos comprovam a ousadia do crime e nível de violência que vêm assolando o Brasil. Os governantes, as leis e o judiciário estão tão distantes do povo que não percebem o quanto estão vulneráveis e ameaçados o Estado, o cidadão e os instrumentos de coação, justiça e cidadania que deveriam preservar a paz social. Em especial, as populações das capitais São Paulo e Rio de Janeiro convivem diariamente com uma guerra urbana declarada onde a bandidagem já tem poder financeiro e exército particular organizado e com armas de guerra preparados para assaltar, atentar, dominar territórios, aliciar soldados, corromper autoridades e disseminar o terror quando e onde desejarem. E esta corrente do mal se movimenta ao fluxo da negligência e imperícia estatal, ordenadas ou não, decorrentes da inércia do Estado em defender a nação estabelecendo limites, aplicando a justiça, assegurando direitos e punindo de forma exemplar quem violar a lei e aqueles que se desviam do dever, da lei e da probidade administrativa.

Enquanto isto, nos gabinetes, os governantes investidos nos três Poderes de Estado governam para sí, pois permanecem indiferentes, blindados e focados apenas nos privilégios e na manutenção do poder. As leis rigorosas são desprezadas e não aplicadas, as proposições de mudanças permanecem arquivadas e as questões de ordem pública ficam ao vento diante de uma justiça morosa e parlamentos esvaziados pela negligência dos legisladores.

As leis são desmoralizadas pelas divergências, brechas jurídicas e interpretações pessoais. A constituição é esdrúxula, remendada e com dispositivos alterados para atender interesses escusos. As leis coativas não são aplicadas e as benevolentes ditam o rumo da justiça no Brasil. Os instrumentos de estado se desmoralizam diante da astúcia, da ousadia e do desprezo dos poderosos e organizados politicamente. A ética, a probidade, o respeito, a disciplina e a autoridade se tornaram reféns de um sistema anárquico, corporativista, eleitoreiro, desigual, desarmônico, separado e alheio à demanda e aos anseios do povo brasileiro.

As casas prisionais, em número insuficiente, permanecem insalubres e superlotadas diante da impunidade dos Chefes do Poder Executivo responsáveis pela guarda e custódia dos apenados pela justiça. Esta, morosa e burocrata, abandona seus reclusos neste ambiente indigno e vergonhoso, preferindo medidas alternativas, terapeuticas, superficiais, inoperantes e de risco para o cidadão, do que alternativas contundentes para responsabilizar os verdadeiros culpados. Interesses corporativistas não podem impedir a justiça de processar improbidades e crimes da classe política.

Sobra para o policial um esforço sem continuidade, o retrabalho e o risco de morrer no enfrentamento de balas de fuzil e granadas, de prender sempre os mesmos bandidos beneficiados por leis tolerantes, de ser corrompido pelo poder financeiro, de ser alicidado por um bico criminoso, de ser contaminado pelo vício, de se estressar e de se tornar justiceiro, cometendo os mesmos crimes da bandidagem. Mesmo assim, diante de tantos males à sua volta, a maioria dos policiais é valente, dedicado, esforçado, perseverante, cumpridor do dever e solidário com colegas, familiares e pessoas da comunidade onde mora e trabalha, apesar dos salários miseráveis que recebe.

ATENTADOS EM SÃO PAULO

Quartel da tropa de elite de São Paulo é alvo de atentado que deixou um morto - 01/08/2010 às 09h47m; SPTV, Globo News

SÃO PAULO - O quartel da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), na Luz, Centro da capital paulista, foi alvo de um atentado durante a madrugada deste domingo. Segundo informações da tropa de elite da Polícia Militar, um carro com duas pessoas se aproximou do quartel e efetuou cerca de seis disparos contra a parede lateral do prédio. Um dos ocupantes do automóvel saiu do carro e tentou lançar um coquetel molotov contra a corporação. Houve troca de tiros e o bandido que estava fora do veículo acabou baleado e morreu. O segundo suspeito continua sendo procurado pela polícia.

O atentado ocorreu menos de 24 horas depois que o tenente-coronel Paulo Adriano Telhada, comandante da tropa de elite da Polícia Militar de São Paulo, sofreu um atentado . Há um ano e três meses como comandante da Rota, Telhada admitiu que o atentado foi o primeiro que sofreu desde que está à frente do cargo.

O tenente-coronel foi alvo de atiradores, neste sábado, na porta de casa, na Rua Fábio Ferreira Veloso, na Zona Norte da capital, mas não ficou ferido. Dois homens se aproximaram de carro e dispararam mais de 10 vezes. O atentado ocorreu por volta das 11h da manhã, quando o comandante tirava o carro da garagem.

Ainda na capital paulista, pelo menos sete carros foram incendiados em diferentes pontos da Zona Leste , na madrugada deste domingo. Em alguns casos, foram lançadas bombas de coquetel molotov. Todos os carros estavam parados na rua, em frente às casas dos proprietários. Até a manhã deste domingo, a polícia ainda não tinha identificado o autor dos ataques. 


http://blogdainseguranca.blogspot.com/2010/08/atentados-contra-policia-nao-preocupam.html

Postagens mais visitadas deste blog

Canções para TFM

DEMÔNIOS CAMUFLADOS DEMÔNIOS CAMUFLADOS VÃO SAIR DA ESCURIDÃO,
SENTINELA ENSANGUENTADO VAI ROLANDO PELO CHÃO,
E PERGUNTEM DE ONDE VENHO, VENHO DA ESCURIDÃO,
TRAGO A MORTE, O DESESPERO E A TOTAL DESTRUIÇÃO.
ARMADILHAS CAMUFLADAS, ACIONADORES DE TRAÇÃO,
QUEM VIER ATRAS DE MIM SÓ VAI OUVIR A EXPLOSÃO(CABUM)
SANGUE FRIO EM MINHAS VEIAS CONGELOU MEU CORAÇÃO
NÓS GOSTAMOS DE EXPLOSIVOS NOSSO LEMA É VIBRAÇÃO.
QUEM ÉS TU? QUEM ÉS TU?
QUE DESCE DO CÉU!
COM ASAS DE PRATA POR SOBE O BRASIL!
GUERREIRO ALADO, QUE NÃO SENTE DOR!
PARAQUEDISTA, COMANF, MERGULHADOR!
A SUA MISSÃO É DESTRUIR
A TROPA INIMIGA QUE TENTA INVADIR

CORRIDINHA MIXURUCA CORRIDINHA MIXURUCA,
QUE NÃO DÁ NEM PARA CANÇAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO,
VOLTA AO MUNDO EU VOU DAR.
NESSE PASSO, NESSE PASSO
TODOS JUNTOS VÃO CHEGAR.
E SE ALGUÉM NÃO AGUENTAR,
EU VOU TER QUE ARRASTAR.
E SE O ARRASTO ME MATAR, PODES CRER TU VAI FICA
VAI FICAR NA MÃO DE OUTRO – ATÉ EU ME RECUPERAR.
POIS NESSE PASSO, NESSE PASSO,
MESMO MORTO VOU TE BUSCAR.




SALTITANDO, SALTI…

Canções Militares para o TFM.

Essas canções são usadas durante o Treinamento Físico Militar nas Forças Armadas, das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.
Demônios Camuflados Demônios camuflados vão sair da escuridão,
sentinela ensanguentado vai rolando pelo chão,
e perguntem de onde venho, venho da escuridão,
trago a morte, o desespero e a total destruição.
Armadilhas camufladas, acionadores de tração,
Quem vier atras de mim só vai ouvir a explosão(Cabum)
Sangue frio em minhas veias congelou meu coração
Nós gostamos de explosivos nosso lema é vibração.
Quem és Tu? Quem és tu?
Que desce do céu!
Com asas de prata por sobe o Brasil!
Guerreiro alado, que não sente dor!
Paraquedista, Comanf, Mergulhador!
A sua missão é destruir
A tropa inimiga que tenta invadir

Corridinha Mixuruca Corridinha mixuruca,
que não dá nem para cançar.
Nesse passo, nesse passo,
Volta ao mundo eu vou dar.
Nesse passo, nesse passo
Todos juntos vão chegar.
E se alguém não aguentar,
Eu vou ter que arrastar.
E se o arrasto me matar, podes c…

Termodinâmica

Termodinâmica